Como ser um empreendedor de sucesso

RENATA SPALLICCI

Carreira

02/11/2017

Como empreender para tornar seu negócio sustentável

Entenda como estruturar seu negócio para que ele tenha um crescimento perene e proporcione resultados sólidos em médio e longo prazos.

Eu sempre tive paixão por empreender e, neste ano, resolvi dar vazão a essa minha vocação. E posso dizer que, nos últimos seis meses, estou tendo uma das experiências mais maravilhosas e, ao mesmo tempo, extenuantes da minha vida.

Com a estreia da minha Editora, a Legacy, estou passando por todas os sabores e dores de empreender no Brasil: superando a burocracia, trabalhando sete dias por semana, muitas e muitas horas por dia, mas sempre com um prazer enorme de ver aquilo que eu havia imaginado tornando-se realidade.

Todos os dias, quando acordo, tenho mais e mais certeza de que tomei a decisão certa de acreditar e ir em busca do meu sonho!

E essa minha experiência com o empreendedorismo, somada à minha bem-sucedida carreira de executiva, me trouxe alguns aprendizados que julgo serem essenciais para quem está começando ou pensando em empreender! E é o que vou compartilhar com vocês neste artigo!

 

O cenário no Brasil

Entenda o cenário econômico no Brasil

Ter o próprio negócio é um sonho para boa parte da população brasileira. Afinal, ter uma empresa é uma forma de liberdade, de trabalhar com algo de que se gosta e, principalmente, de tentar construir um legado.

De acordo com o a última pesquisa do Indicador Serasa Experian, foram criadas 1.865.183 novas empresas no Brasil. Ou seja, mais de 5.100 novas empresas por dia. E muita gente quer ainda fazer parte desse time. Outro levantamento sobre o tema aponta que 76% dos brasileiros prefeririam ter um negócio próprio a ser empregado de terceiros, a segunda maior taxa do mundo, somente atrás da Turquia.

O momento de crise pelo qual passamos levou muita gente a antecipar ou tirar da gaveta o sonho do negócio próprio, muitos levados pela necessidade de buscar novas alternativas. Um cenário natural, já que, na história, muitos são os negócios que nascem exatamente de adversidades ou de uma crise econômica.

Mas a questão que considero fundamental, e que diferencia os verdadeiros empreendedores daqueles que tiveram um “voo de galinha” é a forma como o negócio será estruturado desde o seu princípio e saber que poderá proporcionar, ou não, a sua sustentabilidade em médio e longo prazos!

 

Planejando o crescimento

Quando pensamos em startups ou pequenas empresas bem-sucedidas, visualizamos companhias que alcançaram um crescimento maciço em um curto período de tempo. São as chamadas empresas com “crescimento bastão de hóquei”. Ou seja, empreendimentos nos quais há um período inicial de crescimento linear, mas, uma vez que o negócio atinge um ponto de inflexão, a receita dispara fortemente em direção ao céu. São os casos de empresas como a Uber, a Airbnb, entre outras.

É claro que este é o sonho de todo empreendedor. Muito embora este tipo de crescimento possa ser a meta a ser alcançada, muitos a querem imediatamente, e o problema com esse tipo de visão é que ele diminui a importância do período de crescimento linear que vem antes da alça crescente do bastão de hóquei.

Exatamente nesse período, que normalmente dura cerca de três a quatro anos,  é que o trabalho mais importante será feito e no qual você estará estabelecendo a própria base do negócio.

Isso porque, é o momento em que você estabelece seus valores fundamentais, a cultura da empresa e sua identidade de marca. É a hora em que conhece seu cliente profundamente e desenvolve a experiência que pretende oferecer a ele. É quando você estabelecerá padrões e diretrizes que você acredita serem fortes o suficiente para ajudá-lo a suportar a turbulência emocional, psicológica, tática e mesmo física que é inerente ao início de um negócio de qualquer tipo. Em suma, é o período de sucesso ou fracasso de qualquer empresa.

Criar um negócio não é algo fácil e é por isso que ele deve ser feito da maneira mais pensada e meticulosa possível, para que, em longo prazo, quando você atingir essa curva de crescimento ascendente, sua empresa esteja de tal forma sólida que possa se manter firme.

Por isso, em vez de se concentrar unicamente nos números de crescimento maciço, você precisa pensar e planejar um negócio perene, e, para atingi-lo, acredito que você deva se deter em quatro pontos essenciais.

 

  1. Tenha um produto ou serviço de qualidade

 

Muitos empreendedores se esquecem de garantir que seu produto ou serviço esteja desprovido de problemas ou erros. Muitas vezes, eles acham que podem colocá-los no mercado e corrigir os erros, quando tiverem mais usuários ou distribuidores.

Essa abordagem pode até funcionar para empresas de tecnologia que só precisam de um novo código para corrigir um bug, mas para a maioria das empresas, essa correção não é tão fácil. Então, se você não resolver os problemas de imediato, eles só serão exacerbados quando você tiver escala.

E por falar em escala, esta é outra fixação da maioria dos empreendedores que buscam mais um produto ou serviço “escalável”, em vez de um de excelente qualidade.

Contudo, essa ordem precisa ser invertida. Não importa criar um produto que seja simples para ganhar escala, se ele não tiver bastante qualidade! Na verdade, é aconselhável, no começo, não trabalhar com largas escalas, assim você pode usar o feedback de seus primeiros clientes para encontrar pontos de melhoria e seguir uma curva de aprendizado para aperfeiçoar seu produto.

Trabalhar sobre os problemas em sua primeira versão também ajuda você a assumir mais controle sobre o processo de escala, porque terá uma compreensão mais profunda do que deseja e do que precisa para o seu produto ou serviço.

 

  1. Dimensione corretamente processos e operações

 

O trabalho inicial em uma empresa não deve somente se basear em ganhar mercado e crescer financeiramente. É fundamental garantir que seus processos e operações internas funcionem perfeitamente.

Afinal, tenho certeza de que a última coisa que você quer é começar a perder clientes, em virtude de algumas partes da sua infraestrutura serem falhas, não é mesmo? Você trabalhou tanto para consegui-los…

Por isso, crie processos e operações que estejam desenhadas para funcionar em grande escala, desde o início de seu novo negócio.  Procedendo assim logo no início do seu novo negócio, você consegue desenhá-los exatamente como você sonha que eles funcionem no futuro.

Por exemplo, considere a maneira como você recebe pedidos. Talvez no início, você esteja usando uma solução simples de comércio eletrônico e que vai funcionar perfeitamente enquanto você recebe apenas 20 pedidos por dia. Mas, à medida que você ganha escala, o sistema pode ficar sobrecarregado, e muitos dos pedidos se perderão e você precisará mudar de solução com o seu sistema rodando.

Por isso, nesse momento de início de empresa, é fundamental que você já a dimensione, visando a um futuro de médio e longo prazos.

Ao montar a referida estrutura, antes de ganhar escala, você poderá realmente estabelecer quem você é como empresa e como deseja se encaixar na vida de seus clientes. E isso começa com a execução de seus processos e operações internas. Porque, mesmo que esses sistemas mudem na proporção de seu crescimento, você vai manter os padrões e as expectativas que estabeleceu, preservando o caráter e a integridade de sua empresa.

 

  1. Invista na construção de relacionamentos

 

Empresas são feitas por pessoas… então, é óbvio que você deve estabelecer uma equipe forte, se quiser ter sucesso. Afinal, a qualidade da liderança pode fazer sua empresa crescer ou quebrar.

Entenda cada nova contratação como a compra de um ativo que você fez para ajudar no crescimento de sua empresa. Concentre-se na construção de uma equipe flexível que possa se adaptar facilmente, conforme sua empresa cresça.

Além disso, dê especial atenção aos fornecedores com quem trabalha e às parcerias que mantém com outras empresas. Ter relacionamento com distintas companhias do seu ramo e também com entidades que congreguem profissionais do seu mercado é também essencial.

E mais importante que tudo, crie um vínculo especial com o seu cliente.

Dê-lhe uma experiência de compra tão fascinante que ele se torne um defensor da sua marca.

Lembre-se: a comunidade que você cria em torno de sua empresa pode fortalecer suas bases para que você tenha ainda mais força e alavancagem, à medida que cresce. Então, aproveite o tempo para realmente criar o “time” que vai impulsioná-lo para o futuro.

 

  1. Construa a sua marca

 

Por último e não menos importante, invista seu tempo construindo sua marca: saiba quem você é como uma empresa e o que oferece aos seus clientes.

Como você se compara aos competidores? O que você tem que ninguém mais faz? Quais são as suas maiores fraquezas? O que o torna tão poderoso? Qual é a sua mensagem?

Pode ser que leve anos para responder a essas perguntas. E isso não é um problema, porque a muitas delas você precisará da experiência para responder.

A boa notícia é que isso lhe oferece a oportunidade de fazer mudanças em suas respostas quando necessário. Pequenas empresas têm o benefício de poder mudar as engrenagens com mais facilidade do que as corporações maiores. Então, se suas respostas indicam a necessidade de uma nova abordagem, use como uma oportunidade para inovar e adaptar.

Sua marca também dará o tom para a cultura de sua empresa. Ela definirá o padrão que deve determinar como você faz suas contratações, seus esforços de marketing, vendas e design, e isso vai influenciar o tipo de empresa que você finalmente criou.

Então, aproveite que está começando a construir a sua empresa agora e use esse período para fazer o certo desde o princípio. Abrace a mentalidade de crescimento, mas fique atento ao fazê-lo. Porque o crescimento maciço é uma coisa, mas é um crescimento sustentável que faz uma empresa ser duradoura.

 

Busque seu propósito. Deixe o seu legado.

Renata Spallicci

Renata Spallicci

Atleta profissional fisiculturismo WBFF, executiva, empresaria, coach, influenciadora digital, escritora, palestrante motivacional e realizadora social fundadora do movimento Fit do Bem.

www.renataspallicci.com.br
www.fitdobem.com.br
www.dosonhoarealizacao.com.br