O que aprendi da vida

RENATA SPALLICCI

Realização

01/08/2017

O que aprendi da vida

O que as minhas jornadas de autoconhecimento me ensinaram sobre a vida e como você pode aproveitar esse aprendizado para ser feliz!

Desde pequena, sou uma pessoa muito ligada aos processos de autoconhecimento. Costumo brincar dizendo que essa vontade de mergulhar em meu eu interior é algo que veio de fábrica comigo.

Lembro-me de várias ocasiões em que eu, pequenininha, ficava no “Fantástico mundo de Rê Spallicci”, refletindo sobre a vida e sonhando alto! Rs

E isso me levou a ter uma percepção bastante apurada sobre o mundo. Recentemente, ao escrever meu livro, Do Sonho à realização, tive a oportunidade de sistematizar e até mesmo entender melhor um pouco sobre as coisas que a vida me ensinou.

Quando temos a chance de olhar a própria vida em perspectiva, conseguimos compreender situações sobre as quais não havíamos nos atentado, no calor dos acontecimentos, e tiramos valiosos aprendizados de nossas próprias experiências.

O ato de escrever o livro, como eu já disse, mas também o de palestrar, que é um exercício constante de contar e recontar a minha própria história, vem sendo um rico depósito de aprendizagem para mim, e são essas experiências e vivências que quero compartilhar com vocês!

 

Meu primeiro conselho

Realização - Meu primeiro conselho

Se eu tivesse o desafio de dar somente um conselho para as pessoas que eu amo, eu diria sem medo de errar: invista em autoconhecimento! Ele é a base de tudo. É o caminho no qual você pode encontrar o seu pote dourado de felicidade e com tudo aquilo que realmente o preenche. O conhecimento interior será a chave para decifrar os seus enigmas mais profundos e as suas maiores questões existenciais.

Eu compreendi com a vida que estamos aqui para crescer, evoluir, aprender e, acima de tudo, estudar sobre nós mesmos! Assim como a gente vai para a escola e para a universidade para conhecer as coisas do mundo, temos que nos autoconhecer para nos formarmos na faculdade da vida!

E o mais fascinante é que para se buscar o autoconhecimento não há época, idade ou prerrequisitos. Sempre há tempo de começar e nunca há um prazo para se concluir. É um processo constante de melhoria, evolução e amadurecimento interno, que não acompanha necessariamente o amadurecimento físico.

 

Respeito e compaixão

Realização - Respeito e compaixão

Eu aprendi com a vida que precisamos cuidar e respeitar as pessoas que a gente ama, exatamente como são. Olhar as pessoas com nossas lentes e pelas nossas referências ou por aquilo que vivemos, sentimos e experimentamos, frequentemente vai nos levar a julgamentos e à péssima mania do ser humano de querer mudar o outro.

Jesus nos ensinou a amar ao próximo como amamos a nós mesmos, mas, por mais que isso pareça simples, infelizmente, ainda é uma utopia para a maioria de nós.

Eu aprendi com a vida que a gente precisa resgatar os rituais que nos fazem ser quem somos. Amar e honrar nossos antepassados, pais e familiares e valorizar a nossa cultura local.

Aprendi também que a vida não vai passar a mão na sua cabeça. Viver é sobreviver ao caos! Por mais que busquemos controle e equilíbrio, temos de ter consciência de que há momentos que não conseguiremos estar no controle, e que nem tudo na vida depende de nós. Por isso, temos de controlar, sim, aquilo que nos diz respeito, mas ter a sabedoria para aceitar aquelas coisas sobre as quais não temos gerência e poder para mudar.

 

Carpe diem – viva o presente

 Carpe diem: Viva o presente

Quantos serão os momentos realmente grandiosos em sua vida? Quantas vezes você terá chegado ao seu destino final? Aprendi que tão importantes quantos os grandes fatos de nossas existências, são os pequenos momentos do cotidiano. Aprendi que tão importante quanto o destino, é a jornada!

Você terá grandes conquistas em sua vida, tenho certeza disso, mas, se você esperar somente estas vitórias para comemorar, terá muito pouco para celebrar! Cada pequena conversa, cada risada com aqueles que amamos, merecem ser vivenciadas e usufruídas em sua totalidade.

Aprenda a valorizar cada dia de sol, cada banho de mar e toda vez que sentir o vento tocar o seu rosto. A vida é mágica em cada segundo, só precisamos aprender valorizar cada milagre diário que vivenciamos.

 

As perguntas que devemos aprender a fazer a nós mesmos

Voltando ao início deste texto, eu disse que, se tivesse que dar somente um conselho, este seria investir em autoconhecimento.

Eu digo isso porque posso afirmar que, depois que entendi melhor meu propósito de vida e me conheci de forma mais plena, a minha vida mudou para melhor. Por isso, sustento, sem ter dúvidas, que a maior sabedoria que descobri em minha vida até agora é a seguinte:

Se quer viver uma vida extraordinária, é imperativo que você saiba quem você é verdadeiramente. E para ajudá-lo nessa jornada, eu separei seis perguntas que podem mudar  sua vida para sempre, permitindo que encontre seu verdadeiro eu e, ao fazê-lo, descobrir por que você nasceu neste grande mundo.

Eu não estou falando sobre o “eu” que os outros exigem que você seja ou o eu que atua de certa forma para se adequar ao que a sociedade aceita. Estou falando sobre o verdadeiro você – o você que quer expressar de forma autêntica suas qualidades especiais e únicas para o mundo.

Ao responder a estas perguntas, você descobrirá suas paixões, pontos fortes, valores, desejos e motivações…

Você tem um propósito único. Descobrir as respostas a estas perguntas permitirá que se alinhe com esse propósito e leve sua vida a um novo patamar.

As perguntas abaixo são projetadas para ajudá-lo a se conhecer profundamente e encontrar o que é realmente importante para você.

Todos nós temos um potencial não expressado. Ao responder estas perguntas, você, certamente, vai encontrar o seu.

 

  1. O que mais amo na vida?

Liste o que você ama sobre o mundo e as pessoas em sua vida. Pense em todas as atividades que o entusiasmam e o fazem se sentir mais vivo. Isso pode ser absolutamente qualquer coisa: música, esportes, cozinhar, ensinar outros, aprender, assistir a filmes – qualquer coisa. Dentro do seu amor por estas coisas, há uma profunda paixão.

 

  1. Quais são minhas maiores realizações na vida até agora?

Elenque todos os momentos dos quais se sentiu orgulhoso. Certamente, para chegar aos resultados que lhe dão orgulho, você deve ter usados as suas principais forças.

 

  1. O que eu faria, se eu soubesse que ninguém me julgaria?

Enumere tudo o que você faria, se não tivesse medo! Valem até seus sonhos mais loucos. Isso vai ajudá-lo a descobrir seus maiores valores.

 

  1. Se a minha vida não tivesse limites, e eu pudesse ter tudo e fazer o que eu quisesse, o que eu escolheria fazer?

Descreva seu estilo de vida ideal. Liste o que você faria ao longo do dia, se fosse totalmente bem-sucedido. Qual o tipo de pessoa que seria, quanto dinheiro ganharia e onde você viveria?

Esta pergunta permite que você perceba quem realmente gostaria de ser, se não houvesse limites. Alinhando-se a isso, você pode começar a trabalhar para que a vida lhe proporcione a oportunidade de alcançar aquilo que deseja. Lembre-se:  você não teria um desejo, se também não tivesse a capacidade de cumpri-lo.

 

  1. O que eu faria se eu tivesse um bilhão de dólares?

Pense em tudo o que você realmente gostaria de fazer, se você tivesse todo o dinheiro do mundo. Ok, então você provavelmente viajaria pelo mundo, compraria uma ou duas casas e daria algum dinheiro à sua família. Então, o que você faria com seu tempo?

Esta pergunta ajuda você a pensar sem limitações.

Quando pudermos remover limitações e limites, podemos descobrir o que realmente queremos fazer.

 

  1. Quem eu admiro mais no mundo?

Liste suas maiores inspirações e as qualidades que você admira nessas pessoas. Pense no que realmente o inspira neste mundo. O que você admira nos outros também é uma qualidade que está em você. Saiba que você admira alguém porque tem qualidades semelhantes.

Quanto mais você puder implementar suas paixões, pontos fortes, valores, desejos e motivações em seus dias, mais feliz sua vida se tornará!

Você pode estudar para se tornar um médico, advogado, professor ou ter qualquer outra profissão, mas esse conhecimento não fará você se tornar quem realmente é. Mas, ao descobrir a profunda sabedoria do autoconhecimento, assegurará que sua vida vai ser  muito mais significativa.

É, foi isso que eu aprendi com a vida: Que ao encontrarmos o nosso propósito e nosso talento, devemos exercê-los com todas as nossas forças!

Por isso, vá em busca de achar o seu propósito e, ao descobri-lo, agarre-o e o coloque em prática, em todos os aspectos de sua vida! E, acima de tudo, ensine, dissemine, compartilhe!

Leia também:

Meu livro do Sonho à realização vai transformar a sua vida

Descobrir o seu propósito é fundamental para uma vida plena

Autoconhecimento é a chave para o crescimento pessoal

Busque seu propósito. Deixe seu legado

Renata Spallicci

Renata Spallicci

Atleta profissional fisiculturismo WBFF, executiva, empresaria, coach, influenciadora digital, escritora, palestrante motivacional e realizadora social fundadora do movimento Fit do Bem.

www.renataspallicci.com.br
www.fitdobem.com.br
www.dosonhoarealizacao.com.br