Veja histórias que irão te inspirar

RENATA SPALLICCI

Realização

21/09/2017

Se você está pensando em desistir, leia isso: 12 histórias inspiradoras de sucesso!

De Oprah, passando por Stallone, J. K. Rowling, Ricardo Nunes e muito outros, conheça histórias de pessoas que, depois da dificuldade, deram a volta por cima e chegaram lá.

“O sucesso é ir de fracasso em fracasso sem perder entusiasmo.”

Winston Churchill

Sabe aquele dia em que dá vontade da gente desistir de tudo? Que parece que nada vai dar certo e que o mundo todo está contra a gente? Pode ter certeza, não é só você que já se sentiu assim! Aliás, posso lhe garantir que você está muito bem acompanhado!

Realizar sonhos, obter vitórias e sucessos em nossas vidas não é assim tão fácil quanto parece. Principalmente quando resolvemos nadar contra a corrente e ir em busca daquilo em que acreditamos, muitas vezes contra tudo e contra todos.

Empreender em um novo mercado, investir em um dom artístico, buscar uma profissão “fora dos padrões”, ou até mesmo abrir um negócio, são desafios que exigem muita paciência, resiliência, força de vontade e persistência. Muitas serão os obstáculos no caminho, mas é a sua determinação para superá-los que vai transformá-lo em um vencedor.

Falo isso com conhecimento de causa. Quem me vê como atleta profissional de WBFF, executiva, blogueira, coaching pode pensar que tudo para mim veio fácil, que tive “sorte” na vida!

Mas a verdade é que cada conquista minha foi alcançada à base de muito esforço, e que os tombos que levei foram exponencialmente maiores do que as minhas vitórias.

E os desafios ainda continuam. Estou em uma fase empreendedora, buscando fortalecer a Legacy, minha editora, e tenho passado por todos os problemas, dúvidas e dificuldades inerentes a todos que começam uma nova atividade. Não se engane, seja você quem for, tenha a experiência que tiver, ninguém vai passar a mão em sua cabeça e ajudá-lo! No fim do dia, a única pessoa com quem você pode contar é com você mesmo e, por isso, é fundamental que você esteja sempre em linha com os seus propósitos e que saiba que quanto maiores forem os seus desafios, inegavelmente, maiores serão as recompensas.

Como disse lá no início do texto, se você já pensou em jogar as coisas pra cima e desistir de tudo, saiba que está bem acompanhado, porque pessoas que certamente você admira e em quem se inspira, também já passaram por períodos assim, mas persistiram, deram a volta por cima e chegaram lá!

São essas histórias que sempre me inspiram nos meus momentos de “chutar o balde” e me fazem continuar firme nos meus propósitos. E são as que quero compartilhar agora com vocês.

 

  1. Oprah Winfrey

Oprah Winfrey

Eu adoro a Oprah e o trabalho maravilhoso realizado por ela. Mas o que muita gente não sabe é que a maior apresentadora da televisão americana chegou a ser demitida de uma emissora, no início de sua carreira. No começo da década de 1980, Oprah trabalhava como âncora de um jornal do canal WJZ-TV, a TV local da cidade de Baltimore, do estado de Maryland. Segundo seu chefe, ela se deixava envolver demais nas histórias que contava em seu programa e, por isso, foi mandada embora.

Poucos anos depois, em 1986, seu talk show, o Oprah Winfrey Show, começava a ser exibido em cadeia nacional. O programa foi renovado até a 25ª temporada e rendeu à apresentadora muitos prêmios de reconhecimento, inclusive sua primeira aparição na lista de pessoas mais influentes do mundo, publicada pela  revista Time.  Além desta, Oprah passou a figurar também em outro importante ranking: o dos mais ricos do mundo. Segundo a revista Forbes, o patrimônio da americana é de US$ 1,4 bilhão

2.Thomas Edison

Thomas Edison

Um inventor conhecido por seus muitos fracassos, bem antes de ser conhecido por seus sucessos, Thomas Edison foi considerado “muito burro para aprender qualquer coisa”, de acordo com um de seus primeiros professores. No entanto, todo mundo conhece o nome do homem responsável pela invenção da lâmpada – mesmo que ele tenha feito 1.001 tentativas antes de acertar. Sua perseverança com esta invenção incorpora claramente a sua afirmação: “Eu não falhei 10.000 vezes – Eu fui bem-sucedido, pois encontrei 10.000 maneiras que não funcionam.”

 

       3. Sylvester Stallone

Sylvester Stallone

A história do eterno Rocky é uma das que mais me inspiram, até porque sou fã de carteirinha do Stallone. A vida dele já começou complicada e, por causa de dificuldades durante o parto, ele ficou com paralisia em partes do rosto.

Em 1970, ele tentava a carreira de ator, mas não conseguia nenhum papel e, muito  desesperado, depois de ter sido despejado de seu apartamento e dormir durante três semanas em uma estação de ônibus, ele aceitou o seu primeiro papel em um filme pornográfico para ganhar apenas 100 dólares por dia de trabalho.

Mas um dos momentos mais difíceis se deu quando ele teve que vender seu cachorro por US$ 25, por não ter mais como alimentar o bichinho. Stallone conta que vendeu o cachorro pra um desconhecido e saiu chorando.

Algumas semanas depois, uma luta de boxe o inspirou a escrever o roteiro do filme Rocky!! Isso mesmo! O roteiro do filme Rocky. Ele  o escreveu  durante 20 horas seguidas e recebeu uma oferta de US$ 125.000, mas o estúdio negou que ele fosse o personagem principal… Eles queriam o roteiro, mas não queriam Stallone atuando, pois, segundo eles, tinha um “rosto estranho e falava engraçado”.

Depois de várias rodadas de negociações, chegaram a oferecer US$ 350.000 e, mesmo assim, Stallone negou apenas vender seu roteiro, se não pudesse atuar. Depois de algum tempo, aceitaram que ele trabalhasse como ator, mas pagando míseros US$ 35.000 pelo roteiro!

Com o dinheiro, a primeira coisa que ele fez foi ir ao local onde tinha vendido seu cachorro para tentar comprá-lo de volta! Ele teve que esperar por três dias até encontrar a pessoa que havia comprado e aí tentou comprar por US$ 100, mas o homem se recusou a vendê-lo. Depois de muita negociação, ele acabou comprando o cachorro de volta por inacreditáveis US$ 15.000.

O resto vocês já conhecem, vários prêmios, outros filmes e por aí vai…

    4.Einstein

Albert Einstein

Einstein teve um início tardio, não falou até os quatro anos e aprendeu a ler aos sete.  Estes desafios não o impediram de ganhar o prêmio Nobel de Física pela descoberta do efeito fotoelétrico e por desenvolver a teoria da relatividade. Sem dúvida, o pessoal da Escola Politécnica de Zurique lamenta ter rejeitado inicialmente o homem cujo nome é hoje sinônimo de “gênio”.


5.
Harrisson Ford

Harrisson Ford

A primeira vez que Harrison Ford apareceu no cinema foi para fazer um pequeno papel em “O Ladrão Conquistador”, de 1966. Da estreia, no entanto, não vieram grandes oportunidades para o ator. Com uma esposa e dois filhos para manter, ele largou tudo, em 1970, para se tornar carpinteiro – uma profissão que ele julgava mais estável financeiramente.

Coincidência ou não, Ford começou a construir gabinetes para o cenário de “Loucuras de Verão”, filme dirigido por George Lucas, em 1973. O contato com o diretor lhe rendeu uma participação no longa e, mais para  frente, o papel de Han Solo em “Star Wars IV: Uma Nova Esperança”. Conhecido também por sua atuação em Indiana Jones e Blade Runner, o artista possui, hoje, dois recordes hollywoodianos no Guinnes Book: o de ator que gerou o maior lucro de bilheteria e o de ator com mais filmes que ultrapassaram a marca de US$ 100 milhões nas bilheterias dos Estados Unidos.

      6.Beatles

The beatles

Quando os Beatles participaram de um teste para a Decca Records, em 1962, Dick Rowe disse ao seu empresário Brian Epstein: “grupos de guitarra estão saindo de moda.” Apesar dessa negativa, a banda de rock inglesa se tornou um dos grupos mais influentes de todos os tempos.


7.Walt Disney

Walt Disney

Acredite se quiser: muito antes de o Mickey ser criado, Walt Disney foi demitido de seu trabalho em um jornal por sua “falta de imaginação e boas ideias”. Ele trabalhava como ilustrador de anúncios publicados nas páginas do veículo.

Quando saiu do emprego, em 1921, ele se juntou ao seu irmão Roy e o amigo Ub Iwerks para fundar a produtora Laugh-O-Gram, que criava animações de contos de fadas – a predecessora do Walt Disney Studios. Os desenhos feitos pelo trio começaram a ser exibidos nos cinemas da cidade do Kansas antes das sessões de filmes.

Durante um período, o estúdio fechou um acordo com uma distribuidora de Nova York que pagava pelas animações somente seis meses depois de recebê-las. Foram tempos difíceis para Disney, que precisou reduzir as despesas e a equipe ao máximo para fazer a empresa sobreviver. O ilustrador não poupou esforços: no final do ano de 1922, ele estava morando no escritório da Laugh-O-Gram, comendo comida de cachorro e tomando banho uma vez por semana em uma estação de trem.

Depois de fazer uma animação sobre higiene dental para um dentista da região, Disney obteve dinheiro o suficiente para levar a Laugh-O-Gram para Hollywood, em 1923. Lá, o estúdio fechou um contrato com Universal Studios, que passou a comprar e a exibir as animações da equipe. Foi nesse período que Disney criou um de seus importantes personagens, o Coelho Osvaldo, que se tornou bastante popular quando foi lançado.

O ilustrador, no entanto, não colocou sua assinatura no desenho do pequeno coelho – uma brecha que permitiu à Universal roubar a figura, levando consigo a equipe de desenhistas da Laugh-O-Gram. Quando isso ocorreu, Disney enviou um telegrama ao seu irmão dizendo que ele não se preocupasse, pois ele já tinha um novo personagem em sua mente: Mickey Mouse. O sucesso obtido pelo camundongo tirou o ilustrador e seus sócios da miséria.


8.Soichiro Honda

Soichro Honda

Quando Honda, o engenheiro cujo sobrenome deu origem à reconhecida empresa de carros, fracassou em conseguir um emprego na empresa concorrente, a Toyota, ele começou a fabricar scooters em sua própria garagem. O mundo não poderia imaginar que a época de desemprego ia levá-lo a criar um negócio de bilhões de dólares que conhecemos tão bem hoje.

      9.J.K. Rowling

Joanne Rowling

Joanne Rowling, ou J. K. Rowling, era mãe solteira e estava desempregada quando começou a escrever sobre Harry Potter, seus amigos e a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts.

Ela conta que a figura do bruxo com uma cicatriz em formato de raio na testa surgiu inesperadamente em sua cabeça, durante uma viagem de trem, em 1990. A história criada ao entorno do personagem Harry Potter ajudava Rowling a passar o tempo, enquanto enfrentava uma depressão e dificuldades financeiras.

A escritora apresentou “Harry Potter e a Pedra Filosofal”, o primeiro livro da sequência, a oito editoras diferentes antes de conseguir publicá-lo, em 1997, pela Bloomsbury Press. A obra conta hoje com mais de 120 milhões de cópias comercializadas.

Toda a série Harry Potter foi traduzida para mais de 67 idiomas e vendeu cerca de 1 bilhão de exemplares até dezembro de 2011. Em virtude do  grande sucesso de seus livros, Rowling se  tornou a mulher mais rica na história da literatura.

 

    10.Stephen King

Stephen King

Este autor americano de gigantesco sucesso, conhecido por escrever histórias de horror e suspense, quase não teve sua grande oportunidade – umas 30 vezes! Foi com a ajuda de sua esposa Tabby que ele finalmente foi capaz de convencer Doubleday a publicar Carrie. Desde então, ele se tornou um dos autores de best-seller mais reconhecidos do mundo!

 

       11.Ricardo Nunes

Ricardo Nunes

Certamente você conhece a figura de Ricardo Nunes apresentando as propagandas da sua loja, a Ricardo Eletro, mas não imagina a vida que o rapaz teve até chegar lá!

Fundador da Ricardo Eletro e o principal acionista da Máquina de Vendas, Ricardo começou a trabalhar cedo por causa da morte precoce do pai. Ele vendia tangerinas na porta de uma faculdade. Em pouco tempo, notou que muitas pessoas não compravam as frutas porque não queriam descascá-las. Assim, passou a vender tangerinas descascadas.

Depois de algum tempo, o empresário começou a vender liquidificadores. Vendo que existia muita concorrência no mercado, optou por uma estratégia intrigante: cobrir qualquer oferta. Por causa disso, ele conta que perdeu muito dinheiro com os liquidificadores. O lado bom era que os clientes que vinham à loja acabavam saindo de lá com outros produtos.

No final das contas, as teorias aplicadas na venda de tangerinas e no comércio de liquidificadores deram resultado. Nunes hoje está à frente de uma rede de varejo que fatura R$ 9 bilhões por ano.

 

      12.Akio Morita

Akio Morita

O fundador da Sony, a princípio, foi considerado um grande fiasco, ao fabricar uma panela de arroz que queimava mais do que cozinhava. Mas, apesar das pobres vendas iniciais – a Sony foi zombada como nova empresa pela comunidade empresarial – Akio Morita encontrou uma maneira de transformar a marca na empresa multibilionária que conhecemos hoje.

E são muitas outras histórias anônimas que acontecem todo dia de pessoas que passaram por grandes dificuldades até chegarem ao sucesso! Até porque sucesso não tem a ver com fama, e há inúmeros ilustres desconhecidos que são exemplo de pessoas de sucesso, acima de tudo por serem felizes e viverem de acordo com os seus propósitos e com aquilo em que acreditam!

Por isso, se o dia está difícil, o momento está complicado, não desista! Insista! Levante a cabeça, respire fundo e bola prá frente!

 

Busque seu propósito. Deixe  seu legado.

Renata Spallicci

 

 

Renata Spallicci

Atleta profissional fisiculturismo WBFF, executiva, empresaria, coach, influenciadora digital, escritora, palestrante motivacional e realizadora social fundadora do movimento Fit do Bem.

www.renataspallicci.com.br
www.fitdobem.com.br
www.dosonhoarealizacao.com.br