RENATA SPALLICCI

Realização

05/06/2018

O dilema feminino na maternidade

Bella Falconi, Karina Bacchi e Marlene Nicolau contam as maravilhas e desafios da maternidade

Há um mês, tivemos nossos televisores, celulares e computadores tomados por mensagens lindas e afetivas em comemoração ao Dia das Mães! Realmente é muito legal poder homenagear estas mulheres que nos geraram, cuidaram de nós e que nos amam sempre e incondicionalmente.

Mas um fato que me chamou atenção é que quase a totalidade das campanhas valorizava um lado romantizado da maternidade. Se existe aquele ditado batido de que ser mãe é padecer no paraíso, as propagandas e homenagens focam quase sempre somente na parte do paraíso e esquecem da parte do padecer. Rs…

Uma nova rotina

Mamães maravilhas -  Bella Falconi, Marlene Nicolau, Karina Bacchi

Mesmo sem ser mãe, acompanho os dilemas de amigas que têm filhos e que sofrem para conseguir conciliar a carreira ou academia, por exemplo, com atenção às crianças. Afinal, apesar de o tema divisão das tarefas domésticas e dos cuidados com os filhos estar bastante em discussão atualmente, a verdade é que, segundo dados de institutos de pesquisa, as mulheres dedicam 73% mais horas do que os homens à vida doméstica e familiar!

Não é à toa que muitas tenham dificuldade em crescer profissionalmente, já que, enquanto os homens podem focar quase que exclusivamente em suas carreiras, as mulheres precisam dividir o seu tempo de forma muito mais expressiva.

Mesmo aquelas mulheres que são privilegiadas do ponto de vista econômico, mudam suas rotinas após a maternidade, porque passam a ter um novo foco, uma nova realidade, por que não dizer uma nova vida?! Uma vida com mais amor, mas também com mais responsabilidades.

E foi exatamente para conhecer um pouco esse lado que normalmente as campanhas não explicitam, que conversei com três mães a quem admiro muito e que atuam em segmentos que eu amo, como o mundo fitness, Bella Falconi, o universo empresarial, Marlene Nicolau, e o artístico, mas também terceiro setor, Karina Bacchi.

A seguir, vocês acompanham o meu papo com elas sobre as mudanças causadas pela maternidade.

Corpo ainda melhor! Bella Falconi e filha - Renata Spallicci

A Bella Falconi é uma referência pra mim! Com um corpo lindo, ela foi uma das pioneiras no Brasil do estilo fitness, e eu sempre a admirei demais! Agora ela está lançando o livro “Quem Tocou a Minha Vida” no qual conta, com base nas próprias vivências e na visão que tem como formadora de opinião, algo que vai além do mundo do esporte, o que fez com que eu me identificasse ainda mais com ela.

Mãe de Vicky, e em gestação da segunda filha, Stela, ela conta que a maternidade lhe trouxe uma conexão espiritual. “Brinco que amor de mãe é experimentar o amor de Deus por nós, porque é uma coisa tão absurda, tão imensa, que a gente consegue ver o que Deus sente por nós. Depois que tive minha primeira filha, e agora com a segunda, imagino que eu tenha tido a oportunidade de experimentar Deus aqui na terra. Filhos são heranças do senhor, e duas filhas são dois presentes que recebi dele. Isso me transformou como mãe e como mulher”, relata.

E essa transformação a fez até mudar sua rotina, mesmo que ainda coloque o esporte como algo central em sua vida. “Não é que deixei de ser fitness, mas o foco abrangeu mais um pouco. Vejo minha vida como sendo muito mais real do que a de muitas pessoas na rede social, e as pessoas conseguem se identificar muito mais comigo hoje em dia do que antigamente, quando eu ficava cinco horas em uma academia e tinha mais tempo para fazer minhas comidas saudáveis. Hoje em dia, entendo onde fica o calcanhar de Aquiles das pessoas que não conseguem seguir uma vida multidisciplinar. Também preciso me virar do avesso, porque são muitas coisas acontecendo ao mesmo tempo, mas a diferença é que não uso nada como desculpa, muito pelo contrário, sempre agradeço, no meio dessa agenda louca, no meio do caos.”

E foi assim, atuando no meio do caos, que ela perdeu os quase 16 quilos que havia ganhado na primeira gestação, em quatro meses, e passou a admirar o seu novo corpo. “O corpo muda muito, nunca mais fica igual. Eu, pessoalmente, acho que fica ainda melhor”, explica.

Agora na segunda gravidez, ela continua firme nos exercícios, mas leva tudo com naturalidade e ciente de sua nova rotina. “Não negligencio minha alimentação, mas também não sou neurótica. Treino quando posso e, quando não dá, faço caminhadas. Esta gestação está sendo bem diferente da primeira com relação à academia, pois,durante a primeira, treinei até o último dia. Agora,  eu treino quando posso. Mas depois que a Stella nascer, voltarei com tudo”, promete

Atriz e realizadora social

Karina Bacchi - Renata Spallicci

Além de linda e excelente atriz, sempre admirei a Karina Bacchi pelo seu engajamento social. Ela apoia os projetos criados por sua mãe, Florescer e o Recicla Jeans, na comunidade de Paraisópolis, e colabora de diversas formas, desde a organização de bazares, eventos e desfiles até o cuidado com a ONG em si.

E recentemente, ela tomou uma decisão que também mostra a sua força e empoderamento como mulher. Seu filho Enrico é fruto de uma produção independente. Segundo ela, a opção decorreu de uma série de acontecimentos. “Tinha acabado de me separar de uma relação de muitos anos e também descobri a hidrossalpinge, que consiste em acúmulo de líquido nas trompas, e tive de retirá-las, o que me impossibilitou ter filhos de forma natural. Eu me vi diante do risco de não realizar meu sonho, ser mãe, e isso me assustou e me alertou. Precisei fazer escolhas, com os pés no chão — mas em pouco tempo”, revela.

Hoje, com seu lindo menino nos colos, ela se considera abençoada. “Ser mãe é uma bênção!Ter a oportunidade de gerar, cuidar e ser responsável por outro ser é algo inexplicável! É o maior amor do mundo e desejo ser a melhor mãe pra ele.”

Dos 20 quilos que ganhou na gravidez, ela já perdeu 16, mas conta que está voltando às atividades físicas sem neuras. “Recomeçar exige disciplina, força de vontade e determinação. Estava com saudades de treinar, fazer força, mas, nos primeiros meses pós-parto, estava sem força e sem tempo até para afazeres básicos de minha casa… Dormindo muito pouco e me adaptando à nova vida de mãe. Sou zelosa, dedicada. Amo estar com o Enrico o tempo inteiro. Agora que ele esta maiorzinho, estou tentando encaixar o treino em minha rotina de forma mais regrada. Fazer atividade física me deixa mais enérgica, mais feliz também”, explica.

Em relação a sua rotina, ela explica que  agora tem menos tempo para atividades em que não pode incluir seu pequeno, mas, aos poucos, vai retomando a vida profissional. “Estou trabalhando com campanhas publicitárias, como digital influencer e também volto às telinhas apresentando o Reality Show “Duelo de Salões”, com estreia em agosto, pela Record News.”

Para o filho ela deseja um mundo mais pacífico, mais humano e respeitoso com o próximo. “Desejo que meu filho cresça sendo um homem de bem, consciente,  trabalhador e feliz”,complementa.

 Marlene Nicolau e filha - Renata Spallicci

Marlene Nicolau é uma empresária de sucesso! Criadora da Microcamp, um dos maiores grupos educacionais do Brasil, que formou mais de 2 milhões de jovens em 30 anos de vida, ela agora criou a Evolutime, com sua filha Nathalia Tuffi.

Sempre muito ativa, ela conta que, quando teve sua filha, marcou o parto para o meio-dia e ficou no escritório até às 10h30, voltando a trabalhar 10 dias depois. E, com 15 dias, pegando um avião e indo para Portugal trabalhar, levando a filha a tiracolo. “Uma loucura que não faria mais”, relembra.

E foi talvez por esse companheirismo no trabalho que, hoje, ela e filha trabalham juntas na nova empresa que, segundo ela, foi criada pensando no dinamismo dos jovens com a idade da Nathalia. “Em pouco mais de 2 anos, já temos 40 mil alunos estudando e 28 unidades no Brasil e em Portugal”, comemora

Feliz por ter a filha ao seu lado neste novo empreendimento, ela acredita que mais do que bens, deixará para Nathalia a importância da formação e educação, representadas neste novo grupo educacional. “A educação transforma o mundo, e é este o meu legado para ela.”

Com perfis, histórias e realidades diferentes, estas três mulheres, a quem tanto admiro, nos mostram que ser mãe tem, sim, todo o lado encantado que as campanhas nos mostram, mas que tem, sobretudo, a missão e o propósito de passar valores, responsabilidades e educação!

 

Busque seu propósito. Deixe o seu legado.

Renata Spallicci

 

Leia também

Canal descasadas ajuda mulheres pós-separação

A mulher e o mercado de trabalho

Com crise atual mulher sofre ainda mais no mercado de trabalho

 

Renata Spallicci

Atleta profissional fisiculturismo WBFF, executiva, empresaria, coach, influenciadora digital, escritora, palestrante motivacional e realizadora social fundadora do movimento Fit do Bem.

www.renataspallicci.com.br
www.fitdobem.com.br
www.dosonhoarealizacao.com.br