Autoconhecimento

Do nome ao exemplo: o que herdo todos os dias do meu pai!

Neste 14 de agosto, Renata Spallicci comemora o Dia dos Pais contando um pouco da linda relação com seu pai e do quanto ele a inspira.

 14 de agosto de 2016
4 min de leitura

Do nome ao exemplo - O que herdo todos os dias do meu pai!

Há uma famosa história de uma mãe aflita que leva seu filho até Gandhi dizendo: “Por favor, Mahatma, peça ao meu filho que pare de comer açúcar. Eu já expliquei a ele todo o mal que lhe faz, mas ele não me escuta. Mas tenho certeza de que um pedido seu ele atenderá”. Gandhi olhou para a mulher e pediu que ela voltasse com seu filho após 15 dias. Ela esperou este período e voltou. Então, Gandhi olhou bem nos olhos do menino e disse: “Pare de comer açúcar, porque só lhe faz mal”. A mãe então perguntou: “Mas, Mahatma, por que não fez isso da primeira vez que vim até aqui?”. E então Gandhi respondeu: “Porque há quinze dias eu também comia açúcar”.

Hoje, comemoramos o Dia dos Pais. E eu me lembrei dessa história porque a liderança pelo exemplo é o que mais marca a minha relação com o meu pai, seja ela como filha ou como profissional.

Não me lembro do meu pai se sentar comigo para me passar seus valores, crenças ou visão de mundo. Mas eu absorvi tudo isso pelo seu exemplo, pela forma como olha e se preocupa com todos a seu redor, pelos seus princípios de colocar o ser humano sempre em primeiro lugar.

Eu tenho duas grandes relações com ele: a de pai e filha, que sempre foi supercarinhosa e especial; e a profissional, baseada em respeito, admiração e ensinamentos.  E por mais que trabalhemos juntos, e isso já conta 15 anos, é difícil separar as duas relações. Afinal, os laços entre um pai e uma filha são tão fortes que a gente não consegue guardá-los na gaveta e fingir que somos simplesmente “colegas” de trabalho.

Até porque é no dia a dia de trabalho que mais conheci  meu pai. Foi convivendo no cotidiano que eu vi o quanto ele é um líder que inspira e engaja as pessoas pelo exemplo. É em momentos de tensão que eu me pego admirando-o, por interromper uma reunião de trabalho para se levantar e cumprimentar com um beijo a Hilda, que nos serve café, e perguntar como ela está. É andando ao lado dele nos corredores da Apsen que vejo que ele sabe o nome de todos e que conhece mais do que seus cargos, suas histórias. E é em cada uma das experiências que vivi com ele que mais absorvi aprendizados.

Eu carrego do Sr. Renato Spallicci o nome, o sangue, mas, principalmente, um legado. Um legado de que não existe a vitória a qualquer custo, de que o ser humano deve estar sempre em primeiro lugar e que, mais do que falar, devemos demonstrar.

Meu pai é um herói, um exemplo, um líder que eu sempre seguirei, e que espero poder fazer isso por mais muitos e muitos anos.

 

 

Desejo  conseguir ser uma filha tão boa quanto ele é como pai e absorver todos os ensinamentos e valores que ele me transmite. Que a nossa passagem juntos aqui seja uma longa e maravilhosa história de amizade e crescimento. E que ele saiba que pode contar comigo sempre e em cada minuto de sua vida!

Um feliz Dia dos Pais, Sr. Renato Spallicci!

O seu legado é o que mais me inspira!

 

Busque seu propósito. Deixe  seu legado.

Rê Spallicci