fbpx Renata Spallicci - como ser um bom ouvinte – cinco dicas para você desenvolver melhor a habilidade de saber ouvir

A arte de saber ouvir

RENATA SPALLICCI

Carreira

05/03/2020

A arte de saber ouvir

Ser um bom ouvinte pode trazer benefícios para sua vida profissional e pessoal

6 min de leitura

Estamos cada vez mais fechados em nós mesmos. Os olhos na tela, os ouvidos com fones e uma ansiedade constante que torna cada vez mais raro encontrar pessoas que sejam boas ouvintes.

Mas saber ouvir é uma habilidade essencial para viver em sociedade e em harmonia com aqueles que nos cercam, além de fortalecer relacionamentos e até mesmo garantir dividendos para sua carreira.

Por isso, hoje vou lhe apresentar cinco atitudes que podem ajudá-lo a reformular sua atenção e se transformar em um excelente ouvinte. Vamos lá

  • Abandone as distrações

Sabe quando você está no meio de uma tarefa importante e o seu colega de trabalho o interrompe para contar algo? Você finge estar ouvindo e continua com os olhos grudados na tela do computador? Hum… Vamos mudar essa atitude? Quando isso acontecer, peça um tempo razoável para terminar o que está fazendo: “Eu só preciso de X minutos para que eu possa lhe dar toda a minha atenção”. Aí, quando sua tarefa estiver pronta, faça exatamente isso: esconda o telefone, feche o laptop e encare seu interlocutor com uma postura aberta – braços abertos, pernas não cruzadas – para indicar que você é receptivo ao que ele está prestes a lhe dizer.

Ouça com a mente aberta, sem fazer juízos de valor e julgamentos internos, e evite adotar uma postura de “sabe tudo”.

  • Observe as necessidades

Se seu parceiro ou colega estiver discutindo sobre algum fato que o está incomodando, é provável que não seja a primeira vez que ele se expresse sobre isso,  e ouvi-lo é sempre algo valioso. Mas será que, ao contar aquele fato, seu interlocutor não está precisando de algo?

Ao ouvir a explanação do problema, não hesite em perguntar o que ele pode precisar de sua parte – um compromisso, um suporte ou um conselho? Ou quer apenas desabafar? Fazer esta pergunta não só honra o orador, mas também mostra que você se importa legitimamente com o que está ouvindo.

  • Silencie seu monólogo interno

Por mais fascinantes que sejam seus próprios pensamentos, envolver-se em sua reação ao que a outra pessoa está dizendo pode impedi-lo de realmente ouvi-la. Você pode perder as nuances sutis e até interpretar mal a mensagem dela, se estiver muito ocupado com seus próprios pensamentos.

Para ouvir atentamente, considere o quadro completo: observe os gestos das mãos, olhe nos olhos, examine as expressões. Se isso faz você se desentender com o discurso real, entre em contato consigo mesmo para ver o que está acontecendo em seu próprio corpo. Se seus ombros estão tensos ou seu estômago está tenso, isso é um sinal de que o que ele está dizendo inclui informações cruciais. Deixe que esse reconhecimento o leve de volta ao presente.

No trabalho, anote algumas palavras-chave (não frases completas, o que o afastará do momento) sempre que seu colega disser algo que provoque uma reação. Então, deixe para lá (por enquanto) e volte a focar na próxima observação. Espie suas anotações somente quando elas terminarem.

  • Pergunte para conectar

Muitas vezes, quando alguém nos fala que é preciso ter uma conversa é normal ficar na defensiva logo nas primeiras frases, principalmente se você não gosta do caminho que a conversa está tomando. Mas lembre-se: você ainda não conhece todo o conteúdo!

Já é difícil ouvir, se você estiver em uma postura neutra… Imagine, então, quando se portar de maneira antagônica. Portanto, antes de interromper, deixe o orador terminar o que se prontificou a falar. Caso sinta que a conversa está indo rápida demais e você está perdendo o interesse ou não tem certeza de que está entendendo os pontos principais abordados, tente algo como: “Quero ter certeza de que entendo esta parte. Parece que você está dizendo …” Isso é interrompido pela intenção, em vez de impedi-lo de expressar seus sentimentos ou crenças para que possa expor suas próprias ideias.

  • Faça sua última escuta

Uma última dica! Anote os principais tópicos das suas conversas. Isso o ajudará a armazenar todas as informações valiosas que você aprendeu, para uma data posterior. (Se não parecer muito estranho, você pode fazer isso no meio da conversa.) Em seguida, procure maneiras de incorporar o que seu parceiro ou colega disse à sua vida cotidiana.

Quando você é um ouvinte eficaz, descobre mais sobre quem são seus parceiros, amigos e colegas, qual é a perspectiva de vida deles, como eles lidam com determinadas situações, como reagem a certas pessoas. Então, na próxima vez em que você os vir em casa ou no trabalho, poderá reconhecer mais facilmente certa expressão no rosto, porque era a mesma expressão que eles tinham ao falar sobre uma vulnerabilidade ou frustração.

A habilidade de escutar no trabalho fará você ser conhecido como a pessoa que tem um dedo no pulso do que está acontecendo e, logo, você será o companheiro de equipe que as pessoas gostam de ter, exatamente por esse motivo, e será muito mais fácil se mostrar como líder. Agindo assim, há grandes chances de que a próxima coisa que você vai escutar será: “Parabéns, você foi promovido.”

Leia também

12 metas para a sua carreira em 2020

A busca por significado na vida profissional

Como estar entre os profissionais mais cobiçados do mercado 

Busque seu propósito. Deixe seu legado.

Rê Spallicci

Renata Spallicci

Atleta profissional fisiculturismo WBFF, executiva, empresaria, coach, influenciadora digital, escritora, palestrante motivacional e realizadora social fundadora do movimento Fit do Bem.

renataspallicci.com.br
fitdobem.com.br
dosonhoarealizacao. com.br