Carreira

Mais do que nunca, em tempos de crise, a qualificação é essencial

Renata Spallicci conta sobre sua trajetória profissional e como o conhecimento a ajudou na carreira e na vida.

 9 de novembro de 2016
7 min de leitura



Se há uma coisa a que eu dou extremo valor é para a qualificação. Sou formada em Engenharia Química e iniciei minha carreira na empresa de minha família, a Apsen, como estagiária e trainee. De fato, trabalhei duríssimo e me esforcei bastante para me formar profissionalmente! Investi de corpo e alma no meu desenvolvimento, pois acredito que o que sabemos ninguém pode nos tirar! Vamos levar conosco para toda nossa vida!

Faz parte do que somos tudo que vivemos! E qualificação para mim é um dos corrimões do sucesso! E não o saco do chefe como alguns brincam!!! Rs

Por três anos, passei por todos os setores até que, por uma necessidade da empresa naquele momento, fui efetivada na área financeira. Minha primeira atitude foi então buscar uma pós-graduacão em administração contábil e financeira para poder contribuir de forma mais efetiva na minha função. Depois, conforme fui sentindo que ia ganhando espaço e importância na empresa, fiz um MBA para CEOS, a fim de estar mais bem  preparada para os desafios futuros. Vieram ainda inúmeros processos de coaching e diversos outros cursos de desenvolvimento pessoal e profissional. E eu não paro nunca!

Contei um pouco da minha trajetória para mostrar que a qualificação é algo que devemos buscar sempre, seja para uma necessidade presente ou para uma perspectiva futura. E é a forma como nos qualificamos e nos preparamos que nos torna profissionais únicos, mais capacitados e com maior empregabilidade.

Estamos vivendo um momento de crise no País, e todas as empresas estão reduzindo custos, otimizando recursos e enxugando os seus quadros. Afinal, as margens diminuíram, as receitas estão menores, as moedas estrangeiras em alta aumentaram os custos, e todas as empresas precisam se adaptar a essa nova realidade. E no momento de cortes, certamente, a qualificação é algo que conta muito para a manutenção desse ou daquele colaborador.

Com qualificação você estará tão capacitado para ocupar a posição que você ocupa que não será mais assombrado pelo medo de um desligamento. E mesmo que ele venha a ocorrer, seu talento fará com que o mercado sempre terá portas abertas para você! Além disso, com uma boa qualificação, não terá receio de sua aposentadoria, uma vez que sua experiência poderá lhe render uma segunda ou terceira carreiras, quem sabe até disseminando suas conquistas e inspirando pessoas e ajudando empresas!

Por isso, buscar a qualificação e o desenvolvimento é o que você pode fazer de mais importante para sua carreira. E, a meu ver, essa atitude tem de ser tomada por cada pessoa, individualmente, independente da empresa onde está trabalhando. Vejo muitos profissionais que delegam seu desenvolvimento para a empresa e não considero isso um verdadeiro absurdo!  Claro que reivindicar cursos e programas de treinamento é um direito, e acredito, sim, que as empresas podem contribuir nesse sentido. Mas quem tem de traçar suas metas profissionais, entender suas deficiências e investir tempo e dinheiro no aprimoramento é você! Afinal, o conhecimento é aquilo que de mais significativo temos, é o que garante nosso sustento e nossas realizações. E lembre-se é o único bem que ninguém pode nos tirar. Investir em capacitação e conhecimento é investir em você!

No livro #girlboss, escrito pela Sophia Amoruso, CEO da Nasty Gal, há um capítulo chamado “O dinheiro fica melhor no banco do que nos seus pés” que reflete bem o que quero dizer. Com todas as tentações de consumo que nós, mulheres, temos no dia a dia, é muito fácil a gente se perder em dívidas em sapatos, brincos, blusinhas, bolsas, e por aí vai. Mas será que esse dinheiro não seria mais bem aplicado em conhecimento, livros e cursos? Quantas pessoas colocam os estudos e o desenvolvimento pessoal e profissional como um item de gastos mensais? Será que não é o momento oportuno de pensar nisso?

Acredito que só com qualificação e com autoconhecimento podemos realmente tomar as rédeas das nossas vidas e buscar aquilo com que sonhamos! E para isso é preciso muito esforço e dedicação. No mesmo livro, a autora fala que a vida é muito curta para ser preguiçosa! Quantas vezes deixamos de nos qualificar também por preguiça, por deixar para depois?

Há uma história em minha vida que ilustra bem a decisão que tomei no passado, ou seja, conseguir meus objetivos por meio de muito esforço e dedicação. Quando eu era adolescente, a modelo do momento era a Gianne Albertoni. E ela contava que o início da sua carreira tinha sido assim: ela andava de bicicleta pelo parque do Ibirapuera quando um olheiro de renomada agência de modelos a viu e a convidou para fazer parte do casting deles. Daí em diante, ela ganhou o mundo! E eu pensava: Renata, nunca ninguém vai te parar no parque para investir em seus sonhos! Isso acontece uma vez em um milhão, por isso, se quiser buscar algo, você vai ter que correr atrás do seu sonho!

E é nisso que realmente acredito! Nada caiu do céu para ninguém e, com raríssimas exceções, como a história descrita acima, toda pessoa de sucesso levou portas na cara e teve dificuldades. Mas, certamente, todas também se qualificaram, de modo formal ou informal, e se capacitaram naquilo que gostariam de realizar!

Tudo na vida é aprendizado. Um emprego ruim pode lhe dar importantes lições, um chefe sofrível pode lhe ensinar o que não se deve fazer, enfim, quando estamos abertos a aprender, tudo pode servir como uma aula para a carreira e para a vida!

Ainda citando o livro #girlboss, a Sophia Amoruso diz: “o desconforto é o estado em que eu me sentia mais à vontade, porque o inconformismo move”. Por isso, seja inconformada sempre com aquilo que você sabe e com aquilo que você faz e vá buscar todos os dias fazer as coisas de uma forma melhor!

Como dizia Pablo Picasso “toda criança é uma artista e o problema é continuar sendo artista quando crescer”. Vá buscar sua arte, seu propósito e saiba que dentro de cada um de nós há uma história de sucesso para ser descoberta e revelada! Mas, para isso, você precisa se ajudar! E a melhor ajuda que pode oferecer a si mesma é por meio do estudo e da capacitação!

Em momentos de crise, mais do que nunca, é a qualificação que faz a diferença. É algo que o prioriza no processo seletivo. Mas muito mais do que isso! É o conhecimento e o autoconhecimento que levam você a uma vida melhor e mais plena, independente do momento econômico do País e do mundo! E isso só depende de você!

 

Busque seu propósito. Deixe seu legado.

Rê Spallicci