Carreira

Técnicas de apresentação

Fazer apresentações que passem a mensagem e agradem ao público é sempre um desafio que encontro quando preciso compartilhar estratégias com a minha equipe. Neste post, conto para vocês algumas técnicas que aprendi e que me ajudam no momento de formatar uma apresentação.

 21 de janeiro de 2016
3 min de leitura

Técnicas de apresentação

Já faz um bom tempo que sou responsável por realizar as apresentações no Apsen para compartilhar as estratégias da empresa em momentos como reuniões gerenciais ou convenções de vendas. Com a experiência, fui aprendendo algumas técnicas que me ajudam a estruturar essas apresentações de forma a atrair a atenção do meu público.

Fazer uma apresentação consistente é algo que pode parecer simples, quando a gente domina o assunto em questão, porém, por mais que você conheça o tema abordado, se não souber usar algumas técnicas, para tornar sua apresentação agradável, sua mensagem não será totalmente compreendida.

Neste sentido, o meu primeiro passo ao montar uma apresentação é refletir qual a principal mensagem que preciso passar e como fazer para que ela chegue ao meu público.

Decidido o tema, defino a abordagem que vou utilizar para tratar daquele assunto de forma interessante. Invariavelmente, gosto de fazer apresentações que tenham um apelo emocional e que façam as pessoas realmente sentirem o tema abordado.  E, para isso, eu preciso de ser totalmente verdadeira. Ou seja, quando eu faço uma apresentação, não crio um personagem, mas me coloco 100% ali, com meus sentimentos e verdades, e compartilho isso com os ouvintes.

No ano passado, eu tive a oportunidade de fazer duas palestras para o evento “Mulheres que transformam mais” e foi uma experiência muito enriquecedora, e que me possibilitou aprender de maneira  mais formal algumas técnicas de apresentação.

Isso porque, como nunca tinha feito uma apresentação tão pessoal quanto a das palestras, uma vez que nessas ocasiões eu deveria falar sobre minha trajetória pessoal e profissional, resolvi fazer um coaching com Zora Viana, especialista no tema.

E uma das coisas que mais me ajudou foi a utilização da técnica do psicodrama para a estruturação das palestras. Por este método, devemos sempre fazer a abertura com um aquecimento não específico, ou seja, um assunto que não esteja ligado ao tema abordado; depois, um aquecimento específico, quando tangenciamos o tema e, aí sim, entramos na “dramatização”, quando buscamos sensibilizar as pessoas sobre a mensagem central. Por fim, fazemos um fechamento, compartilhando as lições aprendidas e chamando as pessoas para a ação.

Outra dica que dou para uma apresentação bacana é a utilização do Power Point apenas como apoio e com o texto em bullets points. Colocar todo o conteúdo da apresentação nos slides e ficar lendo para o público é um verdadeiro convite ao cochilo para quem está assistindo…

Espero que minhas experiências tenham sido úteis para quem quer melhorar suas apresentações. No próximo post do Dica da Executiva, quero complementar o tema, abordando um pouco mais sobre como falar em público.

Até a próxima!

Busque seu propósito. Deixe seu legado.

Rê Spallicci