Dietas

Como manter a dieta nas férias e em viagens

Minhas dicas pra você não furar a dieta durante as viagens de férias!

 20 de janeiro de 2017
9 min de leitura



Do céu ao inferno em algumas poucas horas. A disciplina vira o caos, o controle sobre a qualidade e a quantidade daquilo que come vai pro lixo, a frequência da alimentação fica simplesmente indecente… Sim, é isso, tudo estava indo tão bem com a sua dieta, aí vieram as férias, aquela viagem tão esperada e você enfiou o pé (e a coxa inteira) na jaca!!!

Mas não precisa ser assim. É difícil, mas é possível viajar de férias sem destruir a dieta e jogar fora conquistas que custaram tanto, não é verdade? Como prometi, quero hoje falar com vocês sobre as minhas “estratégias” para não furar a dieta durante as viagens.

Ah, e se você não viu nosso post anterior, sobre como não interromper os treinos durante as férias, você pode conferir aqui: Em férias sem perder a forma!

Difícil, mas não impossível

imagem1_materia_21_janeiro

De verdade, acho que não “furar” a dieta durante as viagens é ainda mais difícil do que manter o treino. Sim, porque as tentações à mesa são ENOOOORMEEES, não é mesmo? E a mistura comida em abundância, quebra da rotina e menos atividade física pode ser uma “bomba engordativa”. Mas, calma, há como desarmar essa arma!

Passo 1: planeje

O planejamento é realmente primordial. Para isso você precisa definir pra onde está indo: um hotel, uma pousada ou para a casa de alguém? Se for para um hotel, vai ter as refeições inclusas ou não? Quantas refeições pretende fazer no hotel, quantas fará fora? Esses e outros fatores vão impactar diretamente em seu planejamento.

 

Um bom buffet

Quando ficamos em um hotel com as refeições inclusas, às vezes cedemos à tentação de querer “aproveitar” ao máximo (“Eu tô pagaaando!”) e acabamos comendo muito. Mas, na verdade, o buffet pode ser uma boa opção para quem está de dieta. Antes de se servir, dê aquela passeada ao redor da rampa de alimentos, tenha uma visão “panorâmica” e identifique as opções mais saudáveis.

 

Cozinhar “em casa”

Se vai ficar hospedado em uma casa, cozinhar pode ser sempre uma alternativa. Mas é preciso se preparar: definir um cardápio, comprar os ingredientes, cuidar da logística… enfim, dá um pouco mais de trabalho, mas também é mais fácil manter o foco e se alimentar de coisas saudáveis. Além disso, você não precisa se “torturar” vendo todas aquelas delícias expostas no buffet dos hotéis e pousadas.  Porque vamos combinar que o buffet pode ter opções saudáveis, mas principalmente no café da manhã ou encarar aquela mesa de doces de sobremesa é pra tirar qualquer um do prumo

 

Snacks

Durante as viagens, nos passeios, na piscina ou na praia, é sempre bom ter uns “snacks” saudáveis como alternativa. Hoje em dia você tem opções muito legais: produtos não perecíveis, que não derretem e podem ser levados pra praia e ambientes mais quentes. Embalagens menores, pequenos lanches e você pode também levar frutas e oleaginosas (castanhas, nozes, amêndoas, avelãs…)

 

De olho no relógio

Por falar em snacks, eles podem ser ótimos para que você não perca a hora de fazer “aquela boquinha”. Isso mesmo: nada de ficar muitas horas sem se alimentar. Porque, já sabe: se você fica muitas horas sem comer, o corpo acaba absorvendo aquilo que a gente não quer que ele absorva. Além disso, em vez de queimar gordura o corpo pode queimar massa muscular, e a gente não quer isso, certo?

 

Planeje sempre

Já falei pra você se planejar? Haha, calma, eu sei. Mas tão importante quanto se planejar antes da viagem, é você rever o planejamento “durante”. Sim, porque quando você chega ao seu destino é que você vai conseguir mais (e importantes) informações que poderão ajudá-lo a programar melhor como será sua alimentação ao longo de sua estadia.

 

Garimpe opções

Antes e durante a viagem, converse com as pessoas e descubra os locais próximos que oferecem uma alimentação mais “healthy”, um restaurante bacana, aquele lugar que serve um prato saudável e imperdível de tão bom. Quando você decide assumir um novo estilo de vida, você acaba criando uma rotina de descobrir alternativas e isso acaba se tornando algo muito legal, gostoso de se fazer.

 

A dois é mais gostoso

Um é pouco, dois é bom… Calma aí, não estou falando pra você repetir o prato, rs. Estou dizendo que poder partilhar com alguém o projeto “dieta nas férias” é muito bom. Essa coisa de garimpar as alternativas saudáveis no mapa gastronômico da região fica ainda mais gostosa quando feita a dois. Ou mesmo pesquisar uma receita e cozinhar juntos dá ainda mais sabor e tempero ao prato (e ao romance, haha). O Toledo, meu noivo, e eu adoramos descobrir novas receitas, sai para fazer as compras e depois cozinhar juntos.

 

Capriche no tempero

E por falar em cozinha, pesquisar os temperos e condimentos da região é outra maneira bacana de dar mais graça a um cardápio saudável, além de proporcionar um mergulho na cultura, descobrindo aspectos da culinária, da história e da gente do lugar. Aqui no Brasil, por exemplo, há uma variedade enorme de temperos e condimentos, precisamos aproveitar essa riqueza. Eu amo pimenta, que é um termogênico excelente, e temos na região norte e nordeste uma variedade enorme de pimentas maravilhosas. Ótima opção pra ganhar sabor e perder calorias!!!

Experimente as frutas

O mesmo que falei sobre os temperos, vale para as frutas. Aqui no Brasil há uma diversidade enorme e muitas frutas que às vezes são encontradas só em determinada região. Eu gosto muito de experimentar as frutas, conhecer novos sabores e não apenas a fruta em si, in natura, mas também sucos diferentes e receitas preparadas com essas frutas mais regionais.

E nao só a fruta em si, mas às vezes um modo de preparo, um suco diferente…

 

Avisa lá, avisa lá…

Pode parecer um detalhe, mas é importante. Se você vai ficar hospedado na casa de parentes ou amigos, lembre-se de avisá-los com antecedência de sua dieta, para que não fiquem preocupados em fazer “um monte de comida” pra te receber bem e depois possam até ficar chateados por você não comer. Ainda mais, aqui no Brasil, onde temos a cultura de procurar agradar as pessoas através da comida. Aproveitando, uma coisa que pode ser legal é você levar quantidades a mais de sua comida “da dieta” para poder oferecer, compartilhar e quem sabe até inspirar seu anfitrião a adquirir hábitos mais saudáveis.

Mantenha a dieta em viagens

E, acima de tudo, seja feliz!

Como sempre falo, o nosso corpo é a nossa casa. Ele é uma máquina tão perfeita e precisamos cuidar dele pensando principalmente na saúde e na longevidade. Mas também pensando na estética. Afinal, a gente quer ter um corpo bacana, quer se sentir bem… isso faz parte da autoestima, da auto-realização de cada um.

 

Padrões de beleza existem vários e claro que há também o estereotipo do corpo perfeito, que faz mais sucesso, que é aquele que a mídia reforça, enfim. Mas também sabemos que – Graças a Deus!!! – tem gosto pra tudo. E essa é a beleza da vida.

 

Cada um tem que explorar aquilo que gosta e os pontos que tem a seu favor. As mais baixas, as mais altas, as mais cheinhas… Todo o mundo é bonito em essência e todas as belezas são belas!

 

E é isso que procuro inspirar: que as pessoas busquem aquilo que lhes faz bem. Se você se sente bem sendo magra, ok, desde que seja com saúde; se você se sente bem mais cheinha, excelente desde que com saúde; se você gosta de ser supermusculosa, legal! Acho que o importante é a gente encontrar aquilo que nos faz bem.

 

Porque, uma vez você feliz, você se olha no espelho e se sente bem, sua autoestima melhora, suas relações melhoram e sua felicidade contagia as outras pessoas. E o impacto vai alcançar todos os aspectos da sua vida: profissional, relacionamentos, familiar… ou seja, vai além de uma preocupação com a saúde ou com a estética, mas é para a vida como um todo.

 

Fico na torcida para que você possa curtir suas férias, viajar e não perder o foco. E quando voltar de viagem, que tal aproveitar para investir em uma “detox” total? Neste post que publicamos logo no início do ano – Cinco dicas para começar o ano com uma detox completa — você encontra dicas que poderão ser muito úteis para uma desintoxicação completa de volta à vida normal – e muuuuuuito feliz!

Busque seu propósito. Deixe seu legado.

Rê Spallicci








Abrir Conversa
Fale comigo!
Abrir Conversa
Fale comigo!