Dietas


5 min de leitura

Dicas de ovos de Páscoa saudáveis

Renata Spallicci dá dicas de ovos com 70% de cacau ou com ingredientes alternativos que podem ser opção saborosa para não atrapalhar sua dieta e seu treino.

 24 de março de 2016

Meninas, a Páscoa está aí, e a gente fica doida vendo tanto chocolate, não é mesmo? É ao leite, crocante, trufado… ai ai ai… chega a dar água na boca! Mas eu já decidi. Como estou naquela superdieta para o WBFF, não vou cair em tentação. Mas, se não fosse a competição, eu deixaria me seduzir pelo chocolate sim. Ainda mais agora que tem várias opções de ovos mais saudáveis.

Por isso, para você que é chocólatra e que não vai passar a páscoa sem se deliciar com os ovos, vão aqui algumas dicas de ovos feitos com ingredientes alternativos, com maior porcentagem de cacau, livres de lactose e glúten, entre outras variações. Assim ajudo vocês a não se privarem e ficarem em forma! 😉

Bom, se você é daquelas chocólatras que não abrem mão do tradicional chocolate, as opções mais recomendadas pelos nutricionistas são as que têm mais de 70% de cacau. Isso porque, segundo eles explicam, a propriedade antioxidante e que provê a liberação de endorfina e traz a sensação de bem-estar, vem do cacau. Então, quanto maior a porcentagem de cacau, melhor, até porque, com mais cacau, tem-se menos açúcar e leite, ou seja, muito mais benefícios. Agora, vamos combinar, se a gente já está “liberando” você comer chocolate, não vai escolher as versões trufadas ou recheadas, né? Porque muitas vezes o recheio é mais calórico do que o próprio chocolate!

Outra dica dos nutricionistas é evitar sempre o chocolate branco, pois, em sua composição, entra apenas a manteiga de cacau, um tipo de gordura saturada extraída do fruto. O cacau propriamente dito só aparece na composição dos chocolates escuros. Resumindo, ele é mais calórico e não traz os benefícios do cacau!

Mas, se você consegue ir um pouco adiante na força de vontade, pode optar por ovos que substituem o cacau por outro ingrediente de sabor semelhante e com propriedades nutricionais mais interessantes. Um exemplo é a alfarroba. Trata-se de uma vagem cuja polpa é torrada e moída e serve como base para uma massa parecida com o chocolate. A diferença é que a alfarroba tem mais fibras, boas quantidades de vitaminas e minerais e, quando comparada com o chocolate, tem menos açúcar e menos gordura. Já há várias opções de ovos de Páscoa feitos com esse produto em lojas especializadas.

Outra coisa bacana da alfarroba é que ela não contém glúten, nem ingredientes de origem animal, como leite. Por outro lado, não chega a ser propriamente um alimento de baixa caloria, mas é menos calórico do que o chocolate tradicional. Se uma barra de 25 gramas do chocolate ao leite tem de 125 a 130 kcal, o chocolate de alfarroba tem 116 kcal.

Outra opção que é calórica são os ovos de marzipã, mas que têm a vantagem de trazerem os benefícios relacionados às amêndoas, que é o principal ingrediente do marzipã. As amêndoas têm propriedades capazes de reduzir o colesterol ruim e manter o colesterol bom, além de serem ricas em cálcio e ferro.

Agora uma coisa que me deixou animada até para experimentar! Calma gente, esse eu posso, é o ovo de Whey Protein! Não sei se todas conhecem, mas o Whey é um produto muito usado por frequentadores assíduos de academia, que é super-rico na proteína do soro do leite com alto teor de BCAAs (Aminoácidos da Cadeia Ramificada). Algumas marcas de suplementos estão fazendo ovos tendo o Whey como “ingrediente” principal!

E tem também um ovo feito pelo pessoal do Top Gran, uma equipe de profissionais oriundos da Escola Superior de Agricultura Luiz Queiroz da USP, que tem cobertura com chocolate zero lactose e recheio funcional de biomassa de banana verde, um alimento que traz inúmeros benefícios ao organismo, desde melhora da saúde do intestino até da absorção de nutrientes.

Agora, lembrem-se, hein, o problema são os exageros. De acordo com os especialistas, um consumo saudável de chocolate não pode ultrapassar 30 gramas por dia, no caso dos adultos. Uma coisa que sempre fiz para não cair em tentação é abrir um só ovo por vez e dividi-lo em pedaços pequenos. Aí, eu limitava meu consumo diário. Ah! e outra dica boa é não deixar eles muito à vista! Sabem aquele ditado: o que os olhos não vêem o coração não sente? Então… rsrs

E vocês, meninas? Têm alguma dica legal de ovos de páscoa saudáveis? Mandem pra gente!

Gratidão de ter vocês comigo!

Beijos

Busque seu propósito. Deixe seu legado.

Rê Spallicci






“Xiii, engordei na quarentena.” Dietas

“Xiii, engordei na quarentena.”
Alimentos refrescantes para uma primavera com cara de verão Dietas

Alimentos refrescantes para uma primavera com cara de verão
Primavera: e tempo de flores nas plantas e nos pratos! Dietas

Primavera: e tempo de flores nas plantas e nos pratos!
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29


Open chat
Fale comigo!
Siga nas redes sociais

Política de Privacidade   Contato   Sobre


Open chat
Fale comigo!