ESG

Uma vida dedicada à educação

Maria Cecília Lins, fundadora do Pró-Saber SP fala sobre sua história e por que acredita que a educação é a grande possibilidade de mudança.

 16 de dezembro de 2016
7 min de leitura

Uma vida dedicada à educação

“Eu acredito que nosso trabalho ganha força quando nos damos as mãos. Eu não acredito em salvadores da pátria. Acredito na força e na potência de pessoas olhando na mesma direção.”
Maria Cecília Lins

“Democracia é dar a todos o mesmo ponto de partida.” Assim escreveu o poeta Mário Quintana e assim acredita Maria Cecília Lins, fundadora do Pró-Saber SP, organização não governamental que leva educação de qualidade para centenas de crianças da comunidade de Paraisópolis.

Conheça a história da Pró-Saber

renata-maria-2

Natural do Rio de Janeiro, Maria Cecília nasceu em uma família que sempre deu muito valor à educação e, principalmente, a ajudar os outros. “Minha mãe fundou o Pró-Saber, no Rio, em 1986, quando eu ainda era adolescente”, conta. A entidade atende crianças com dificuldades de aprendizagem das escolas públicas do Rio, além de oferecer um Curso Normal Superior para as educadoras das creches comunitárias da cidade, de forma gratuita.

E foi crescendo nesse meio de amor e de preocupação com o outro que Maria foi formando seus valores e, logo cedo, descobriu que sua vocação estava também ligada à educação. Desde pequena, ela ia brincar com crianças de uma creche com poucos recursos e, aos 14 anos, começou a prestar auxílio em um abrigo estadual. “Mexeu muito comigo aquela porção de bebês que ficavam no chão, sem colo. Eu me sentia com tanto colo para dar”, revela.

Com a vocação tão aflorada, Maria escolheu cursar o Magistério para ser professora de Ensino Fundamental I e, na graduação, fez Psicologia. Já na faculdade,  ela fez um trabalho que muito a tocou, uma pesquisa nas creches da Rocinha, ainda como aluna.   Nesta ação, pôde sentir na pele o que significava desigualdade social.

Dez anos após a criação do Pró-Saber, Maria e sua irmã já atuavam na entidade, levando sua filosofia de vida e seu conhecimento para as crianças. “Minha irmã, que é minha parceria na vida, me ensinou a ser cuidadosa com o outro. Ensinou-me que o maior ingrediente para a relação ensino-aprendizagem é a alegria. Social e educação caminham lado a lado na minha família”, revela.

Até que, em 2001, o marido de Maria foi transferido para São Paulo e ela se mudou para a cidade. “Comecei a trabalhar no Programa Einstein, na comunidade de Paraisópolis, em 2002, e, no ano seguinte, inaugurei o Pró-Saber SP, com a parceria de uma amiga. Minha pergunta na época era: por que as crianças de classe popular não se alfabetizavam na idade certa? Por que tantos terminavam o ensino fundamental I sem saber ler e escrever? O Pró-Saber SP nasceu desse sonho: ensinar a todos esta valiosa  ferramenta que muda a vida de uma pessoa: ler e escrever.

Mas o processo de criação do Pró-Saber SP não foi fácil. Maria conta que o maior desafio foi compreender, conhecer e mergulhar na comunidade, onde a fundação se instalou. “Era preciso entender se o meu sonho para a comunidade estava alinhado com os sonhos dos próprios moradores. Foi necessário dedicação, trabalho e reflexão, para aprender a olhar a abundância e não as carências da comunidade. Meu GPS para conseguir isso foi a Madalena Freire. Uma educadora que tem o olhar mais apurado que já conheci. Ela vê a beleza e a grandeza do outro. Ela empodera o outro e nós, no Pró-Saber SP, aprendemos que sem esses fatores somos só mais um projeto social.”

E, com essa metodologia, é que o Pró-Saber foi ganhando musculatura e hoje é reconhecido como um dos expressivos  projetos sociais de educação do País. Ano passado, foi semifinalista do Prêmio Itaú Unicef. “Foi uma grande emoção. Ficamos entre os 20 melhores programas de educação integral do País”, recorda.

Mas, se os prêmios reforçam que Maria está no caminho certo, o que mais a realiza pessoalmente são outros tipos de reconhecimento. “Quando os pais nos dão devolutivas de que seus filhos trocaram o celular pelos livros que levam do Pró-Saber SP para casa, quando os jovens dão monitoria nos recreios da escola pública da comunidade, ou quando vejo histórias como a do nosso aluno Rafael que passou para a faculdade e é hoje líder do CISV, aí sim, me sinto completa”, confidencia.

renata-maria-3

Isso porque, para Maria, ao alfabetizar e ao formar leitores apaixonados pelo mundo das letras, ela está formando jovens protagonistas capazes de mudar o seu entorno, “Desse modo, estamos contribuindo para uma sociedade menos desigual”, avalia.

Casada há 22 anos e mãe de três filhos, ela acredita que conseguiu transferir a eles os valores que norteiam sua vida: cuidado com o outro, a generosidade e a busca por ser cada dia uma melhor pessoa, e que contribui para um mundo mais humano e justo.

Hoje, o maior sonho dela é mobilizar mais pessoas para a causa da qualidade da educação. “Sonho ter mais parceiros com essa bandeira de educação de qualidade para todos. Uma grande rede, tendo o Pró-Saber SP como referência de práticas que funcionam e transformam realidades! Gostaria de encontrar parceiros para esta luta que é tão urgente! Estamos precisando muito, muito de parcerias”, confessa.

E, enquanto acalenta seu sonho, Maria continua sua busca por conhecimento e especialização. Com pós-graduação em Psicopedagogia e em alfabetização, este ano ela voltou a estudar. “Senti necessidade de fazer uma pós-graduação em Gestão em Inovação Social. Escolhi o Amani, um instituto internacional, e foi incrível a experiência de fazer parte de um grupo de pessoas do mundo todo que estão buscando ferramentas para mudá-lo. Eu busco ter uma formação que integre meu lado de educadora e meu lado gestora.Invisto minha energia, diariamente, a fim de  diminuir a desigualdade no nosso País. Minha paixão é viver o processo de transformação de cada criança, jovem e de cada família que frequenta o Pró-Saber SP”, finaliza.

Pessoas como Maria é que nos fazem acreditar que sempre haverá esperança e a possibilidade de um futuro melhor, baseado na diminuição das desigualdades e na educação de qualidade para todos!

Leia também: 

Gratidão e emoção na primeira edição do Fit do Bem

Plataforma Atados possibilita escolher ações de voluntariado

Plataforma Engaja Brasil conecta empresas e organizações sociais 

Um bate-papo top no Ballet Paraisópolis

Busque seu propósito. Deixe  seu legado.

Rê Spallicci