Fitness

Como malhar e manter os cabelos bonitos e arrumados

Renata Spallicci conversa com uma médica dermatologista e duas cabeleireiras para dar dicas de lavagem e produtos especiais para tratar os cabelos de quem malha diariamente.

 5 de abril de 2016
6 min de leitura



Bom, nem preciso falar, né? Quem vê as minhas fotos e o comprimento dos meus cabelos pode imaginar: eu adoro cabelos! Para mim, eles são a moldura do rosto feminino!

E minha história com cabelo é complexa… rs.  Vocês acreditam que, por quinze anos, tentei ser loira? Mas, como o meu cabelo é bem escuro, os processos para eu chegar à cor que eu sonhava, o tão sonhado loiro platinado (que nunca consegui chegar L) detonaram os meus fios.

Até que pensei: Rê, aceita, que dói menos! Assume a sua morenice. Seja quem você realmente é! Então, tomei a decisão de ir escurecendo os fios até chegar no preto que uso agora, e que, hoje, curto bastante!

E já que a cor não é mais problema, me surgiu outra questão! Como treinar todos os dias, ter cabelo comprido e mantê-lo sempre limpo e arrumado? Nossa, não é missão das mais fáceis, né? Pelo menos para mim! E imagino que vocês também enfrentem esse problema, não?

Minha primeira dúvida era: mas, afinal, será que não faz mal lavar o cabelo todos os dias? Segundo a Dra. Luli Palermo, dermatologista da Clínica A+, não. “Os cabelos podem ser lavados todos os dias, principalmente após atividade física ou excesso de transpiração, sem que sejam danificados. O shampoo a ser utilizado deve ser escolhido conforme a característica do couro cabeludo. Nos casos do couro cabeludo com excesso de oleosidade ou com dermatite, é aconselhado o uso de shampoos com ácido salicílico, enxofre, ou ainda, antifúngicos. Neste caso, o shampoo de tratamento pode ser usado  três vezes na semana. Já existem no mercado os mais naturais, com matéria-prima orgânica, sem detergentes, que são ideais para o uso diário.  O importante é cuidar da saúde do couro cabeludo, mantendo a hidratação dos fios com máscaras nutritivas.”

E conversando sobre o tema com a querida Haidee de Paula, cabeleireira e maquiadora há 14 anos, e que trabalha no salão Face & Hair, no Morumbi, tive uma verdadeira aula sobre o tema!

Segundo Haidee, o suor é constituído por cloreto de sódio (sal) e gordura que são produzidos pelas glândulas da pele. Com a atividade física, essa produção aumenta, causando danos aos fios. “O sal em excesso causa o ressecamento e a gordura, que têm a função de proteção, pode obstruir o folículo, quando em demasia, e, além dos danos aos fios, dá aquela aparência da qual  nenhuma mulher gosta, que é o cabelo oleoso. Logo, a lavagem é necessária para retirar o sal e a gordura produzidos em excesso e para reestabelecer o equilíbrio do ph do couro cabeludo e dos fios”, ensinou.

Por isso, pra gente que não abre mão de ir à academia todos os dias, o jeito é lavar os cabelos diariamente. “Desde que o procedimento seja feito com produtos adequados e de qualidade, e que você não esfregue demais durante a lavagem”, comentou Haidee.

Mas, quando a correria realmente é muita e não rola de lavar os cabelos, será que esses shampoos a seco funcionam? Eis outra dúvida que tinha. A Haidee me disse que eles ajudam, sim, reduzindo a umidade e a oleosidade do couro cabeludo e deixando um aspecto mais leve. Ela indica os produtos Fresh Dust da L’oréal, Keune Design Dry Shampoo, Paul Mitchell Express Dry Wash Waterless, todos em spray. “Antes dos exercícios, você pode aplicar algumas gotas de óleo vegetal e pequenas quantidades de creme de pentear. O óleo vegetal possui antioxidante que garante a proteção duplicada dos fios, combate os radicais livres e o ressecamento causado pelo suor”, aconselha.

Bom, resolvida a questão da lavagem, ainda me restava outra dúvida:  que penteados são os melhores para malhar? Conversei com outra superprofissional, a top hair stylist Gill Almeida, que trabalha no salão Jacques Janine, da Augusta, e já cuidou do cabelo de muita gente famosa, como, Fernanda Young, Maria Gadu e Ivete Sangalo.

A dica que ela me deu é para usar sempre penteados que deixem o cabelo distante do suor da nuca, das costas e dos braços. “Abuse dos rabos de cavalo, coques e tranças. Afinal, treinar com o cabelão solto é impossível, né? E dá para manter o visual bonito com esses penteados, preservando mais os fios”, comentou a profissional.

Outra dica que ela dá é para ficarmos sempre atentas aos materiais que usamos para prender o cabelo. “Nas lojas especializadas de esporte ou de cabelo, você encontra elásticos e fitas especiais para usar na prática de esportes. Prender com qualquer coisa pode tornar seu cabelo quebradiço”, alerta.

Depois de conversar com essas três superprofissionais, agora não me restam mais dúvidas. Após atividade física intensa, devemos lavar os cabelos sempre. No momento da correria, os shampoos a seco funcionam, e temos de ficar atentas aos materiais que usamos para prender os fios!

Bom, espero que, assim como eu, vocês tenham gostado das dicas e que elas possam lhes ser úteis!

Gratidão por ter vocês comigo!

Renata Spallicci

Leia também:

Muito além do condicionador

Chocolate: vilão ou mocinho para sua pele e seus cabelos

Busque seu propósito. Deixe seu legado.

Rê Spallicci