Fitness

Da maca ao pódio

A atleta fitness Aline Rocha conta sua rotina de treinamentos para ter um corpo bonito e saudável. Saiba como um momento delicado em sua vida lhe serviu de inspiração para começar no esporte.

 11 de dezembro de 2015
4 min de leitura

Da maca ao pódio

Em dezembro de 2013, Aline Rocha, uma garota moradora de São Gonçalo, Rio de Janeiro, foi diagnosticada com um linfoma não-Hodgkin, um câncer no qual as células linfáticas começam a se modificar, multiplicando-se sem controle e formando tumores.

Seis meses depois, em julho de 2014, Aline fazia sua última quimioterapia e estava curada. E foi exatamente após essa grande vitória, que Aline resolveu levar os ensinamentos que teve com a doença, como disciplina, dedicação, fé e coragem para outra esfera de sua vida: apaixonada por musculação, ela decidiu se dedicar mais seriamente aos treinamentos e se tornar uma atleta fitness.

Aline compete na categoria wellness, destinada a mulheres, e que tem como característica avaliar corpos com volume muscular sem exageros e sem cortes musculares profundos.  “Os requisitos na minha categoria são baixo percentual de gordura, músculo aparente, mas sem exageros, simetria, apresentação no palco, simpatia e beleza”, explica a atleta.

Apesar de sua curta carreira, já  que competiu pela  primeira vez  em 14 de abril deste ano, no estreantes na IFBB-Rio (Federação de Culturismo e Fitness do Rio de Janeiro),  e já conseguiu ser Top 5 no Mr. Petrópolis, Top 3 Mr. Cabo Frio e Top 2 no Mr. Itaboraí.

Mas a rotina para conseguir um corpo bonito e saudável não é nada fácil. Ela treina, diariamente, uma hora de musculação e, três vezes na semana, faz ginástica localizada e exercícios aeróbicos.

Aliada aos treinamentos, uma dieta bastante regrada. “Dieta sempre! A minha dieta é praticamente à base de proteínas magras, legumes, verduras e uma boa hidratação, continuamente.  Faço uma média de seis refeições por dia e  nos mesmos horários. Mas, às vezes,  abro exceção de comer um docinho”, confessa.

Além dos treinos e da dieta, os suplementos alimentares também são essenciais para a atleta. “Os suplementos que são indispensáveis pra mim são: BCAA, glutamina, as wheyprotein, multivitamínico e ômega 3. Nunca deixo de tomar. Sou a prova viva de que uma pessoa pode manter seu corpo só com uma boa alimentação e suplementos. Muitos me perguntam se tomo anabolizantes. Mas quem me conhece sabe que eu ainda faço acompanhamento médico por causa do câncer e nunca tomaria algo proibido.” E ela jura também que não faz mais nenhum tipo de tratamento estético.

Foco e objetivos

Ter uma meta bem estabelecida!  Assim Aline define o principal fator para ter sucesso no treino e na busca pelos resultados. “Se você não tem um objetivo, a probabilidade de faltar aos treinos ou furar a dieta é muito maior.”

Casada, Aline conta que a exposição das competições deixa o marido um pouquinho enciumado, mas nada fora do normal. “Ele sempre me apoiou, seja na superação da doença ou agora com o esporte. Sempre está ao meu lado e me incentivando”, reforça.

Para quem quer começar no esporte ou simplesmente treinar para ter um corpo mais bonito e saudável, Aline aconselha: “procure um profissional qualificado, porque ele poderá dar todas as dicas para que você não se lesione em seus treinos e, principalmente, tenha muita determinação”.

Para 2016, a atleta pretende se preparar ainda mais e focar para chegar ao Arnold Classic (uma das principais competições do fisiculturismo) e ao Brasileiro.

Busque seu propósito. Deixe  seu legado.

Rê Spallicci