Fitness

WBFF – Uma competição Fitness e Fashion

A poucos dias de embarcar para a sua segunda competição do WBFF, Renata Spallicci faz um balanço da sua preparação e dos aprendizados para o esporte e para a vida.

 30 de novembro de 2016
10 min de leitura

WBFF - Competição Renata Spallicci

Hoje, embarco para minha segunda competição do WBFF, que acontecerá no próximo final de semana, em Atlantic City, EUA. Enquanto preparava minhas malas, fiz uma retrospectiva mental de todo o meu processo de preparação e percebi o quanto essa nova etapa de treinamentos me trouxe inúmeros ganhos como atleta e, principalmente, para a vida.

Posso dizer sem titubear que minha vida mudou radicalmente em meses! E hoje sinto-me uma nova mulher!

Eu encontrei meu caminho no esporte!!! Um pedaço da Renata que estava faltando se completou!

Para quem não sabe, o WBFF, World Beauty Fitness & Fashion, é uma competição que tem como foco o lado fashion e glamoroso do mundo fitness. Os atletas são avaliados não só pelo corpo, mas também pela simpatia e a desenvoltura no palco. Eu tive minha primeira experiência competindo no WBFF em junho deste ano, quando conquistei o terceiro lugar. Agora, estou embarcando para minha segunda competição.

Quanta coisa mudou da primeira competição para esta segunda! Eu senti de forma brutal o quanto as dificuldades diminuíram em relação à primeira. Na outra vez, havia todo um medo imenso do desconhecido que sempre torna o “bicho”maior do que é, né? Além disso, fazer a primeira dieta realmente pesada da vida, para participar de uma competição, é um grande choque para o corpo e, principalmente, para a mente e, sinceramente, sofri muito mais no primeiro processo! O meu treinamento nesse novo ciclo também foi mais adequado. Nada como a experiência né?! E sinto que vai ficar cada dia melhor!!!

No plano montado pelo meu coach da primeira experiência, eu treinava muito mais e de uma maneira que me levava sempre à exaustão. Hoje, consegui uma relação mais equilibrada entre treinos e alimentação, o que tornou o processo bem menos sofrido para mim.

Com o conhecimento adquirido, eu e a Luiza Guirra, minha personal trainer e amiga, conseguimos tomar muito mais as rédeas do meu treino, claro, contando com a estrutura passada pelo Nathan (que é o meu coach nessa segunda competição). E eu senti que todo este tempo treinando juntas e toda experiência desta grande profissional, fizeram com que ela fosse muito assertiva nesta minha preparação, tornando o processo bem mais saudável e, acima de tudo, prazeroso e divertido em sua jornada!!! Porque, afinal de contas, é assim que a vida tem que ser né?! Divertida e que faça sentido para nós!

As mudanças e aprendizados que consegui no meu corpo foram realmente incríveis. Estou feliz demais! Consegui um salto de qualidade e de experiência como atleta que me deram uma percepção maior do meu corpo e, desse modo, alcancei um padrão corporal que me possibilita acreditar que tenho grandes chances de trazer o Pro-Card para o Brasil e me credenciar para estar no mundial em 2017! E, se isso não ocorrer, bola pra frente, e bora trabalhar para estar em mais uma competição até o meio do ano, a fim de buscar a vaga para o mundial! Mas não quero trabalhar com essa possibilidade, não! rs. Estou indo com o pensamento focado na vitória!

Para vocês terem uma ideia de meu foco e força de vontade, desde o dia que cheguei da primeira competição, providenciei um belíssimo porta-retrato para colocar a foto do meu terceiro lugar com muito orgulho! E já providenciei mais um e deixei um bilhetinho para mim mesma:

Medalha WBFF Atlantic City - Renata Spallicci

Afinal de contas, como costumo dizer: com sonho não se brinca!

E mais do que os aprendizados corporais, acredito muito nas lições mentais e de autoconhecimento que um processo como este nos proporciona e, dessa vez, não foi diferente.Lembro que, na primeira competição, tive toda uma luta com as pessoas para lhes mostrar que era aquilo que eu realmente queria, que era possível, sim, uma executiva ser também uma atleta fitness, que a minha rotina tinha mudado, mas que era o que eu havia escolhido para mim. Enfim, foi um momento de quebrar barreiras,  preconceitos e paradigmas. E eu lembro que, naquela ocasião, minha mãe havia me dito: “Depois que você competir e, efetivamente, se tornar uma atleta, as coisas vão mudar, e todos vão entender melhor”. E mãe sabe o que fala, não é mesmo? Rs. Realmente, nessa segunda preparação, que as pessoas já me veem como uma atleta, tudo foi mais tranquilo, houve muito mais respeito às minhas decisões, compreensão e aceitação com todo o meu novo estilo de vida, o que tornou tudo mais fácil e simples.

E, é claro, eu também já tenho a vida muito mais organizada com a minha nova rotina! Aprendi novas formas de me divertir e socializar que não envolvam exclusivamente comer e/ou beber!  Consegui equilibrar mais as coisas e levar uma vida social mais adequada, respeitando meus horários de alimentação, levando minha lancheira pra baixo e pra cima, e tendo um cotidiano mais equilibrado do que na primeira experiência. Também estou bem mais confiante e a experiência me deixou menos neurótica! Mas não muito menos…!!! hahahahahaha

Além disso, acredito que as dificuldades encontradas na outra preparação me deixaram muito mais forte psicologicamente e me senti muito mais focada na  superação dos meus limites, dando menos atenção às opiniões externas, às outras competidoras e mais voltada para o meu interior e  minhas batalhas internas. Foi uma competição para me superar, apenas eu competindo comigo mesma, todos os dias! Eu querendo me melhorar e me superar a cada novo amanhecer!

Outro fator fundamental foi a dieta que fiz dessa vez, que não me levou a níveis de estresse, ansiedade e nervosismo que experimentei na primeira etapa. A dieta zero carbo mexe muito com o emocional, mas, desta vez, tudo está sendo mais fácil. Não sei se o meu corpo realmente já está mais preparado e sentindo menos os efeitos do zero carbo, ou se é uma questão mental mesmo. É a velha história: o que veio primeiro: o ovo ou a galinha…rs. Eu não sei as razões, mas noto que estou bem mais tranquila, serena e feliz na segunda preparação.

E mais do que nunca, esta nova jornada me fez ter a certeza de que é isso que quero, é disso que gosto e me torna completa. O mundo das competições, a preparação e outros aspectos que todo esse processo possibilita na minha vida, está me tornando cada dia mais realizada, madura e com uma vida que considero mais plena. Aprendo tanto todos os dias, e isso me preenche incrivelmente!

Outra vantagem inegável é o conhecimento técnico que adquiri ao longo desses processos. Hoje conheço muito mais sobre o mundo do WBFF, as características de desfile, os aspectos técnicos das competições, a escolha da roupa, da fantasia, e isso tudo me dá uma segurança muito maior para competir e estar focada nos aspectos mais importantes da competição.

O que posso dizer, com certeza, é que hoje sou uma pessoa bem diferente da que era na primeira competição, não somente de corpo, mas com toda essa bagagem que adquiri ao longo dessas jornadas que me tornaram uma pessoa mais madura, mais preparada, mais flexível e melhor em diversos aspectos da minha vida.

Ufa! Foi um período intenso, mas MEGAAAAAAAA gratificante! Parafraseando o Rapa: Valeu a pena ê ê!

Em três dias, estarei pisando no palco do WBFF com a confiança inabalável de que dei meu melhor na minha preparação e quero arrasar no palco, coroando este período de preparação com uma bela apresentação!

Mas seja qual for o resultado, a conquista já foi realizada, porque todos os ganhos que tive nessa jornada são imensuráveis. E ainda há mais para aprender e desfrutar, porque a competição em si ainda nem começou!

Peço a torcida de todos vocês e, no dia 4 de dezembro, estarei aqui contando todos os aspectos da competição, como me comportei e, tomara, comemorando com cada um de vocês minha conquista do Pro-card e a realização de mais um sonho que é competir em um mundial!

Gratidão a todos que me ajudaram nessa jornada e vamos juntos rumo à vitória!

Quer conhecer mais sobre o WBFF? O que é, quais as categorias e detalhes do maior show fitness do planeta? Confira o vídeo que eu fiz, explicando tudinho para vocês!

https://www.youtube.com/watch?v=HfAi1Q1csz0&feature=youtu.be

Leia também:

WBFF: um show para todos

Em busca de mais uma realização

#WeloveWBFF – Mundial 2016 e rumo a mais um desafio em dezembro!

Pronta para um novo desafio

Vida de bodybuilder: como manter a dieta em viagens de longa distância

Minha rotina para o WBFF

Como identifiquei pontos que poderia aprimorar no meu corpo e me preparei para competir

Desfile e Themewear para o WBFF

WBFF – cheguei ao meio do caminho

Jaqueline Khury, em entrevista exclusiva, fala sobre WBFF, planos e sua vida fitness

Minha primeira competição no WBFF: uma jornada inesquecível

Do carnaval ao fitness, brasileira veste as musas do WBFF 

Busque seu propósito. Deixe seu legado.

Rê Spallicci