Fitness

We Love WBFF

Confira tudo o que aconteceu na etapa mundial do WBFF 2016 e conheça os novos planos de Renata Spallicci para a competição.

 28 de agosto de 2016
7 min de leitura

WBFF - Renata Spallicci

Nesse final de semana, dias 26 e 27 de agosto, aconteceu a edição do campeonato mundial do WBFF 2016, em Toronto, Canadá! E, mesmo aqui de longe, eu acompanhei bastante as competições e principalmente alguns atletas que admiro e pelos quais estava torcendo bastante. Para quem não sabe, o WBFF é uma federação norte-americana que organiza torneios que têm como foco o lado fashion e glamoroso do mundo fitness. Os atletas são avaliados pelo corpo, mas também pela simpatia e a desenvoltura no palco.

Em junho deste ano, eu participei da minha primeira competição e, se eu já era admiradora do WBFF, após competir, posso dizer que agora sou verdadeiramente apaixonada por esse torneio. #welovewbff

E o campeonato mundial, que é realizado uma vez ao ano, é o ápice do WBFF. É nessa competição que os atletas profissionais se enfrentam, numa verdadeira guerra de campeões. Afinal, para estar no mundial, você precisa ter vencido alguma etapa da competição, o que certamente não é para qualquer um.

Entre os atletas, que estava acompanhando com mais proximidade, estavam os brasileiros:  meu amigo Renan Correa, dono e apresentador do 4fitclub, a Jaque Khury e a Michelly Crisfepe, além da Andreia Brazier que é uma referência para mim, não somente pelos seus quatro títulos, mas principalmente pela sua postura no palco, seu foco e disciplina, além do corpo dos meus sonhos….!!!  Rs

Posso dizer que o resultado final me surpreendeu. A grande vencedora foi a lindíssima Hattie Boydle e, infelizmente, os brasileiros não ficaram entre os mais bem  classificados.

Um ponto interessante, que inclusive foi destacado pela Jaque Khury, em um post que ela publicou logo após a competição, é que houve uma grande diferença de padrão entre os corpos das primeiras colocadas. O que me deixa um pouco confusa quanto aos critérios dos jurados, mas, por outro lado, aí está também um pouco da graça do WBFF. O julgamento tem muita subjetividade, o que torna a competição bem emocionante e imprevisível. Às vezes, um pequeno deslize de uma competidora ou um gosto pessoal de um jurado podem mudar tudo!

Um novo desafio! Agora eu quero insaciavelmente me tornar WBFF PRO!

Acompanhando a competição aqui de longe, devo confessar que fiquei me coçando de vontade de estar lá, e agora, este objetivo está cada vez mais forte para mim!

Aliás, eu ainda não tinha contado para vocês, mas já estou com foco total e em preparação para participar de um novo WBFF, em dezembro deste ano. Estou com um novo coach, o Nathan Harewood, que é preparador oficial do WBFF e superpremiado, além de um novo treinador de palco, o Toby Harrison, que também é oficial da federação. O Nathan foi eleito por dois anos seguidos como o coach do ano, e os atletas dele são bem diferenciados!!! Estou mega feliz pela oportunidade de ser preparada por estes profissionais incríveis!!! E meu treinamento continua na responsabilidade da supermestre Luiza Guirra!!!

Estou fazendo uma preparação de 22 semanas, a exemplo da que fiz para a minha competição de junho, mas estou com uma maturidade muscular muito melhor e tenho fé de que chegarei com um preparo muito mais satisfatório  na próxima competição. Neste momento faltam 14 semanas para a competição, e estou completamente focada!!!! #VEMWBFF #EUQUEROSERPRO #COMPETIRÉDEMAIS #ADOROESTAVIDADEBODYBUILDING #MARMITA

A preparação de um atleta fitness é algo que leva tempo. Para vocês terem uma ideia, a campeã deste ano, a Hattie, está se preparando há cinco anos para atingir o ápice agora em 2016. Sendo assim, eu acredito que vou atingir o que eu espero, ainda daqui a dois anos. E isso é muito legal no fisiculturismo. É um esporte de longo prazo e que você vai trabalhando e esculpindo seu corpo a cada competição e a cada ano!  Vamos ficando mais cascudos, como dizemos no meio. E eu acho que estou começando a ficar cascuda, rs, o que  é muito legal.

A minha estratégia de treino mudou um pouco, e eu e a Luiza Guirra, estamos trazendo muito da nossa experiência do primeiro treinamento para esse segundo ciclo de competição.

Esta é outra coisa incrível do WBFF. A cada competição ou você ganha ou você aprende. Ou seja, você nunca é derrotada, porque estar lá entre os melhores, treinar 22 semanas para aquele objetivo sempre traz algum tipo de ganho, seja em forma de troféu, seja em forma de experiência e aprendizado.

E nesse sentido, eu estou bastante feliz por sentir que o meu corpo está muito mais equilibrado e forte para suportar a carga do treinamento do que eu estava na minha primeira preparação. Eu e Luiza conseguimos resolver algumas pequenas lesões que tive, e estou bem mais pronta para enfrentar esse desafio.

Estou na fase mais gostosa do treino, treinando  musculação, cinco vezes por semana, aumentando carga e dosando o cárdio para preservar a massa magra. Estou bem empolgada e com fé de que alcançarei um resultado ainda melhor na próxima competição.

Por fim, quero parabenizar a todos que participaram do WBFF Mundial, em especial os brasileiros, e compartilhar com todos vocês o meu sonho de, em 2017, estar no mundial entre os melhores.

Mas, até lá, tenho um longo preparo pela frente e muito, muito o que aprender para conseguir chegar em dezembro e buscar a minha classificação para o mundial. Mais uma vez, convido vocês para virem comigo em mais esse desafio e irmos juntos rumo à vitória!

Ah! E,  se você se interessou pelo WBFF e quiser saber mais sobre a competição, você pode conferir o documentário que fiz sobre a jornada da minha primeira preparação, A Minha Jornada, e muitas matérias que já fizemos por aqui, conforme ode conferir abaixo!

Quer conhecer mais sobre o WBFF? O que é, quais as categorias e detalhes do maior show fitness do planeta? Confira o vídeo que eu fiz, explicando tudinho para vocês!

https://www.youtube.com/watch?v=HfAi1Q1csz0&feature=youtu.be

Leia mais

Pronta para um novo desafio

Vida de bodybuilder: como manter a dieta em viagens de longa distância

Minha rotina para o WBFFComo identifiquei pontos que poderia aprimorar no meu corpo e me preparei para competir

Desfile e Themewear para o WBFF

WBFF – cheguei ao meio do caminho

Jaqueline Khury, em entrevista exclusiva, fala sobre WBFF, planos e sua vida fitness

Minha primeira competição no WBFF: uma jornada inesquecível

Do carnaval ao fitness, brasileira veste as musas do WBFF 

Busque seu propósito. Deixe seu legado.

Rê Spallicci

 








Abrir Conversa
Fale comigo!
Abrir Conversa
Fale comigo!