Fitness

WBFF – Cheguei no meio do caminho da preparação!

A dez semanas da sua estreia no WBFF, Renata Spallicci faz um balanço de sua preparação e da evolução do seu corpo.

 27 de março de 2016
5 min de leitura

WBFF - Conheça os caminhos da preparação do WBFF - Renata Spallicci

Não sei se todas vocês sabem, mas no começo do ano eu me impus um superdesafio: participar do WBFF, o World Beauty Fitness & Fashion. Essa é uma competição que tem como foco o lado fashion e glamoroso do mundo fitness. Vou competir na categoria Divas que avalia as competidoras destacando e valorizando as formas do corpo feminino, a simpatia e a desenvoltura da atleta no palco.

Ao começar o meu treinamento, eu tinha 21 semanas até o dia da competição, que será no dia 4 de junho. Agora, entrei na contagem regressiva para as dez semanas finais! E tenho que contar para vocês: o caminho está sendo desafiador, cansativo, mas os resultados têm valido muito a pena.

Como já falei em outros posts, minha dieta e meu treinamento estão cada vez mais duros e difíceis. Não aguento mais comer frango e batata doce que eu amo (#sqn) e a rotina de exercícios está megacansativa.

Tenho realizado dois treinos por dia, cinco vezes por semana, e, nos outros dois dias, um treino diário, variando entre cárdio, musculação e HIIT e os exercícios estão mais intensos, com mais carga e repetições.

Como participarei da competição pela primeira vez, estou tendo também aulas de passarela com um professor especializado, o Namie Wihby. As aulas são semanais, com uma hora de duração.

E se já não bastasse essa rotina cansativa e a agenda apertada, um imprevisto surgiu.  Com o treino puxado, meu corpo está começando a sentir umas lesões. Então, agora, a fisioterapia também fará parte do meu dia a dia.

Resumo da ópera. Estou treinando muito, com uma dieta bem restritiva e milimetricamente definida (que me deixa sempre com fome rs),  e estou bem cansada. E ainda tem TPM, variações hormonais…. Aff!  Vocês podem imaginar como está o meu humor? E nem um ovinho de chocolate eu pude comer na Páscoa. L

Mas quando eu me sinto mau humorada, me lembro que estou nesta porque gosto de desafios e olho para os resultados que já alcancei. Aí, consigo deixar o cansaço de lado e simplesmente agradeço e comemoro!

Desde que comecei a treinar para o WBFF, perdi 4 quilos, reduzi 6 cm de cintura, aumentei bastante a massa magra e diminuí minha porcentagem de gordura no corpo que, agora, está por volta de 10% (dependendo do tipo de teste que faço, IMC, bioimpedância ou dobras cutâneas, ele varia entre 8% a 12%).

E mais: tenho sentido a diferença no espelho, e é isso que mais vale no WBFF. Tanto que o Anthony Perez, meu coach americano e um dos maiores especialistas do mundo nessa competição, não quer nem saber das minhas medidas. O que vale para ele são as duas fotos semanais que mando! E ai de mim, se não tiver diferença de uma semana para outra! Hahaha

Um dos objetivos que me propus, ao entrar nesta competição, era realmente para me desafiar e testar meus limites. E, nesse sentido, essa experiência está sendo única e maravilhosa. Estou podendo me conhecer melhor, entender minhas limitações e minhas fortalezas e achar força para continuar. Tiro forças de onde nem imaginava para fazer aquela última série ou resistir àquela comida gostosa! E tudo fica bem mais fácil, porque sei que tenho vocês ao meu lado e torcendo por mim! Que essa minha experiência possa servir de inspiração para quem quem quer ir em busca de um sonho. Há dificuldades, barreiras, dias complicados, mas ninguém disse que seria fácil, não é mesmo?

Faltam só dez semanas para a competição, mas o aprendizado ficará para toda minha vida!

Gratidão por ter vocês comigo!

Quer conhecer mais sobre o WBFF? O que é, quais as categorias e detalhes do maior show fitness do planeta? Confira o vídeo que eu fiz, explicando tudinho para vocês!

https://www.youtube.com/watch?v=HfAi1Q1csz0&feature=youtu.be

Leia também:

HIIT: o treino do momento

Minha Rotina para o WBFF

Pronta para um novo desafio

Como manter a dieta em viagens de longa distancia

Desfile Theme Wear para o WBFF

Entrevista com o Namie, professor de passarela da Renata Spallicci

Diferença entre IMC x Dobras cutâneas x Bioimpedância

Busque seu propósito. Deixe seu legado.

Rê Spallicci