Produtividade

aprender

9 min de leitura

Para aprender é preciso também desaprender

O primeiro passo para entender o significado do aprendizado nesses novos tempos é compreender a importância do desaprender  

 13 de outubro de 2021

A ciência da aprendizagem evoluiu significativamente nos últimos dez anos. E compreender a ciência da aprendizagem e novas técnicas e percepções para a aprendizagem no local de trabalho é essencial para um líder que quer se manter atualizado com os novos tempos e até mesmo para apoiar melhor a sua equipe.

E o primeiro passo para entender o significado do aprendizado nesses novos tempos é compreender a importância do desaprender!

Por que desaprender?

Desaprender é o processo de descartar qualquer coisa  de sua memória. Quando você desaprende algo, você o esquece, põe de lado e perde o conhecimento.

Mas,  por que exatamente você quer desaprender algo?

Em muitos casos, ao desaprender alguma coisa, você pode se livrar de um mau hábito, de preconceitos ou de algo falso. Alvin Toffler, futurista e filósofo disse: “Os analfabetos do século 21 não serão aqueles que não sabem ler e escrever, mas aqueles que não podem aprender, desaprender e reaprender”.

Todos nós temos aprendizados que devemos abandonar.

Temos muitos exemplos da necessidade da desaprendizagem. Boa parte de nós nasceu em uma época em que a sociedade, a educação, os locais de trabalho eram muito rígidos, estruturados e formais. As estruturas de gestão eram bastante  hierárquicas, e a demarcação, não a colaboração, era comum.

Nos últimos 5 a 10 anos, porém, os locais de trabalho se transformaram demais!  Tivemos que desaprender hábitos de aprendizagem formal e comunicação para adaptar uma abordagem de aprendizagem mais ágil e trabalho colaborativo.

O papel de desaprender é vital no local de trabalho de hoje. Afinal, cada vez mais os funcionários precisam desaprender, a fim de avançar ao lado de suas organizações, para que possam seguir em frente, trabalhar com mais eficácia e promover o propósito da empresa.

Mas a gente sabe o quanto é difícil abandonar crenças e hábitos. Por isso, neste artigo vou  ajudá-lo com algumas dicas, a fim de que possa aprender a desaprender. Confira!

1. PROMOVER UM SENSO DE VONTADE

Funcionários que estão há muito tempo em uma empresa, muitas vezes, têm dificuldade em desaprender, especialmente se nesse tempo todo  executam um trabalho da  mesma maneira.  Mas não é impossível promover o desaprendizado enquanto houver uma abertura para isso. Em vez de exigir conformidade, um líder deve promover um sentimento de disposição para desaprender e aprender algo novo. Aproxime-se da ideia durante um período de transição. Aos poucos, ajude os funcionários, permitindo que eles desaprendam e reaprendam lentamente e ao longo de um período especificado.

As pessoas são mais cooperativas no processo de desaprendizagem, se forem participantes dispostos. Para facilitar, você pode modelar o novo comportamento.

Pense em algo como comportamentos de economia de energia – você pode precisar primeiro aumentar a conscientização sobre os maus hábitos a serem desaprendidos, por exemplo, desligar o PC, se você deixar o escritório por mais de uma hora, digamos.

Mas você pode tornar isso mais fácil, comprando novos PCs ou laptops com configurações de economia de energia. Além disso, você pode envolver as pessoas, pedindo-lhes ideias sobre como economizar nas contas de energia em casa.

2. PROCURE O NÃO FAMILIAR

Quando confrontadas com uma nova tecnologia ou uma nova ideia, muitas pessoas buscam se segurar em algo familiar. Eles querem ver o novo com um olho no velho. O problema é que isso é autolimitado.

A fim de captar novas ideias e permitir que elas ocorram, você precisa buscar as coisas que não são familiares e conhecê-las. Considere a nova versão do Windows. Quantas pessoas aderiram a ela imediatamente? Quantos decidiram esperar até que se sentissem confortáveis? Infelizmente, eles podem nunca se sentir confortáveis ​​para mudar. Ao desaprender, você tem que deixar o que lhe é familiar para abrir sua mente para o desconhecido.

3. MUDE A LOCALIZAÇÃO

Uma das maneiras mais fáceis de desaprender algo é se afastar do local onde você aprendeu. Novos ambientes podem ajudá-lo a perceber coisas novas. Isso é um pouco de manipulação psicológica. Você está basicamente enganando seu cérebro para que ele desaprenda ao se envolver em um novo ambiente, para que possa desaprender uma ideia e aprender outra. É outra maneira sutil de ajudá-lo a quebrar um hábito.

4. APRENDA COM A DIFERENÇA

Este não é exatamente um cenário de “atração de opostos”, mas é semelhante. Quando os funcionários estão cercados por pessoas com ideias semelhantes, sua capacidade de desaprender é prejudicada. Já quando estão com pessoas com formações e histórias de vida diferentes,  os funcionários são mais capazes de ver as coisas de um ponto de vista novo. A diversidade em equipes e organizações em geral é boa para todos.

Ao se expor a coisas novas, os funcionários começam o processo de desaprendizagem e se abrem para aprendê-las.

5. AUMENTE A CURIOSIDADE

Considere a capacidade de aprendizagem de uma criança e ajude seus funcionários a ver o desaprendizado sob o ponto de vista dela. A criança geralmente está aberta para descobrir novas abordagens e novas técnicas sem muita hesitação. Eles não têm a mesma ‘bagagem adulta’ de medo. Pergunte a si mesmo: O que você faria hoje se não tivesse medo?

A criança aprende envolvendo os cinco sentidos e investigando novas situações por tentativa e erro. A mesma metodologia se traduz no processo de desaprender e depois aprender algo novo. O que isso realmente significa é incentivar os funcionários a encontrarem sua criança interior – seu senso de curiosidade que leva ao aumento da criatividade. Para incentivar os funcionários a estarem abertos a novas ideias e a desaprenderem conhecimentos anteriores, eles podem imaginar como uma criança faria a aprendizagem  por curiosidade.

6. ESTABELEÇA OBJETIVOS E TORNE O SUCESSO CLARO

Os funcionários respondem melhor ao processo de desaprendizagem, se não apenas o aceitarem, mas se tiverem objetivos específicos. Social e emocionalmente, as pessoas trabalham melhor dessa maneira – desde que não haja mais do que dois ou três objetivos principais. O processo de desaprendizagem mais eficaz fornece objetivos claros e desafiadores sem infringir o senso de propriedade dos objetivos do aprendiz. As metas têm a capacidade de fornecer motivação e autossuficiência.

Em primeiro lugar, certifique-se de que as metas estabelecidas durante o processo de desaprendizagem são realmente alcançáveis. Deixe as etapas claras para que os funcionários possam eliminá-las de sua lista. Por exemplo, se você está introduzindo medidas de economia de energia, pode começar o desaprendizado com uma campanha. Você pode definir alguns alvos fáceis iniciais, por exemplo, economia de 1% no primeiro mês, expondo em  um quadro de líderes os resultados,  para que cada área possa ver onde as pessoas estão em relação à meta. Seu primeiro objetivo, poderia ser:

Todos desligam seu PC pelo menos uma vez por dia, ao sair de seu

Escritório, durante a primeira semana da campanha.

7. SUPORTE CONTÍNUO E CHECK IN

Desaprender pode ser tão difícil para a empresa quanto para o funcionário individualmente. Para garantir uma transição tranquila, incentive os colegas a se ajudarem. Considere a criação de uma equipe de suporte para lidar com o processo de desaprendizagem. Esta equipe pode lidar com qualquer falha que surgir.

A força de trabalho de hoje precisa abraçar o aprendizado contínuo para seguir em frente. Os funcionários devem continuar a desaprender, aprender e reaprender para permanecerem relevantes na força de trabalho digital moderna de hoje. A mudança é contínua e, para se manter atualizado e não mergulhar no mundo do obsoleto, o desaprendizado é um componente vital para os funcionários do século XXI. O aspecto mais esquecido da aprendizagem é o processo de desaprendizagem. Todos adquiriram conhecimentos que construíram sua estrutura de ideias, algumas ainda viáveis, ​​e outras, desatualizadas. Para desaprender e seguir em frente, os funcionários precisam estar dispostos a trabalhar durante o processo. Nosso mundo está em constante fluxo, e as empresas mais bem-sucedidas serão aquelas que desaprendem, aprendem, reaprendem e evoluem.

Leia também:

Três comportamentos que acabam com sua produtividade e você nem sabe

Chega de deixar para amanhã

A ansiedade a favor da produtividade

Busque seu propósito. Deixe seu legado.

Rê Spallicci




Não existe idade para aprender Produtividade

Não existe idade para aprender
Para aprender é preciso também desaprender Produtividade

Para aprender é preciso também desaprender
Três comportamentos que acabam com sua produtividade e você nem sabe Produtividade

Três comportamentos que acabam com sua produtividade e você nem sabe
1 2 3 4 5 6 7


Open chat
Fale comigo!
Siga nas redes sociais

Política de Privacidade   Contato   Sobre


Open chat
Fale comigo!