fbpx Por que e como traçar metas pessoais - Renata Spallicci - Renata Spallicci

Por que e como traçar metas pessoais

RENATA SPALLICCI

Realização

13/01/2016

Por que e como traçar metas pessoais

Anualmente, gastamos dias e dias traçando planos e estratégias para as empresas nas quais trabalhamos. Mas, e para nossas vidas, temos tido o mesmo cuidado em traçar objetivos, ou vamos deixando a vida nos levar? Saiba a importância de traçar metas pessoais e como defini-las.

Alice: “Você pode me ajudar?”

Gato: “Sim, pois não.”

Alice: “Para onde vai essa estrada?”

Gato: “Para onde você quer ir?”

Alice: “Eu não sei, estou perdida.”

Gato: “Para quem não sabe para onde vai, qualquer caminho serve.”

O diálogo acima é do célebre livro de Lewis Carroll, Alice no País das Maravilhas. E você? Sabe para onde está indo? Ou está perdido como Alice e qualquer caminho serve?

Começo de ano a gente sempre se pega fazendo mil promessas e planos para o período que se inicia. Mas será que estamos realmente traçando metas para nossas vidas ou, simplesmente, cultivando sonhos?

Ter metas na vida, seja no horizonte de um ano ou em longo prazo, é algo fundamental para nossa saúde física e psíquica. Afinal, por  que você acha que há um número significativo de pessoas que morrem dois anos após a aposentadoria (70%, segundo índices das seguradoras)?

E por que é muito alto o índice (valor relativo e proporcional à população) de suicídio em países com alto índice de desenvolvimento humano (IDH) como Japão, Suécia, Nova Zelândia, Dinamarca?

O cérebro deixa de ter objetivos, desafios e desiste.

Portanto, agora voltamos à pergunta inicial: você sabe para onde está indo ou qualquer caminho serve? E, se ainda não sabe, que tal aproveitar 2016 para começar a traçar o seu caminho?

Como traçar suas metas?

Algumas dicas úteis que podem auxiliar você na elaboração do seu plano de vida. Vamos lá?

Determine seus objetivos de vida. Pergunte-se  sobre o que quer de relevante  para a sua vida – o que você quer conseguir hoje, em um ano, em uma vida? As respostas podem ser amplas, como “Eu quero ser feliz” ou “Eu quero ajudar as pessoas”…

Divida esse objetivo em metas menores. Pense em áreas de sua vida que você queira mudar, ou acha que poderia desenvolver com o tempo. Tais áreas podem ser carreira, educação, família, saúde ou finanças. Comece se perguntando o que gostaria de cumprir em cada área e como gostaria de abordar isso ao longo dos anos.

Tenha objetivos de curto prazo. Assim que você tiver uma ideia do que quer alcançar dentro de alguns anos, elabore tarefas para realizar agora. Dê a você mesmo um prazo razoável. Coloque seus objetivos no papel. Escrever seus objetivos tornará mais difícil ignorá-los, e fará você se sentir responsável por executá-los.

Ajuste suas metas periodicamente. Você pode estar pensando em seus objetivos maiores, mas dedique-se a reavaliar as metas menores. Você está em dia com elas? Elas ainda são necessárias para que consiga chegar aos objetivos maiores? Seja flexível para adaptá-las.

Crie objetivos mensuráveis. Para percebermos nossos progressos, os objetivos devem ser quantificáveis. “Eu vou andar mais” é bem mais difícil de fiscalizar e medir do que “Vou dar a volta no quarteirão 16 vezes”. Você precisará de alguns critérios para determinar se está conseguindo.

Seja realista. É importante avaliar a situação honestamente e reconhecer quais objetivos são possíveis e quais são difíceis demais. Pergunte-se se tem tudo  de que precisa para alcançá-lo (habilidades, recursos, tempo, conhecimento).

Estipule as prioridades. Em qualquer momento, você terá uma porção de objetivos, cada um em uma etapa diferente. Decidir quais são mais importantes ou urgentes é crucial. Caso você tenha se proposto metas demais, logo se sentirá sobrecarregado e será mais difícil concretizá-las.

Fique de olho no progresso. Escrever um diário é uma ótima maneira de verificar os sucessos pessoais. Avaliar-se e perceber os progressos alcançados será a chave para continuar motivado e pode até encorajá-lo a trabalhar com mais afinco nos seus planos.

Avalie seus objetivos. Reconheça quando tiver alcançado as metas e permita-se celebrar de acordo. Use esse tempo para avaliar o processo do objetivo – da ideia à realização. Considere  se ficou feliz com o prazo, com suas habilidades ou se a meta era razoável.

Continue definindo metas. Assim que alcançar alguns objetivos — até os maiores — você vai querer continuar crescendo e estabelecendo novas metas.

Leia também:

Como fazer o autocoaching 

Melhorando a gestão do seu tempo 

Descobrindo jovens talentosos 

Dicas de sucesso para sua carreira

Busque seu propósito. Deixe  seu legado.

Rê Spallicci

Renata Spallicci

Atleta profissional fisiculturismo WBFF, executiva, empresaria, coach, influenciadora digital, escritora, palestrante motivacional e realizadora social fundadora do movimento Fit do Bem.

renataspallicci.com.br
fitdobem.com.br
dosonhoarealizacao. com.br