fbpx procrastinação – como identificar, evitar e combater os gatilhos que o fazem deixar as coisas pra depois - Renata Spallicci

RENATA SPALLICCI

Realização

26/08/2019

Chega de deixar para amanhã

Saiba como controlar e resolver de vez a procrastinação

Procrastinar é algo humano! E, se esse humano for brasileiro como nós, então… aí é que o bicho pega! Atire a primeira pedra quem nunca deixou para amanhã o que podia ter feito hoje!z

Se vocês pensam que eu, por sempre escrever sobre produtividade, gestão do tempo, disciplina e tudo mais, nunca deixei nada para depois, estão enganados. Já fiz muito isso… Porém,  quando comecei a investir em autoconhecimento, percebi que a procrastinação nada mais é do que uma fuga que normalmente está encobrindo outra questão. Então, se atacarmos este problema causador, conseguiremos escapar do risco de deixar tudo para a última hora.

Vamos entender como colocar fim à procrastinação? 

Mais do que simplesmente comprometer  sua agenda, a procrastinação pode ter consequências bem  sérias para as nossas vidas, provocando  não só danos mentais como também riscos em  nossa carreira e vida pessoal. 

A procrastinação retarda seus objetivos e sonhos, pode criar estresse e sentimentos de frustração e ser um grande problema no trabalho.

Mas por que as pessoas procrastinam? Por que elas autossabotam dessa maneira? Essencialmente, existem cinco principais razões por trás da procrastinação.

Veja se você consegue se identificar com qualquer um deles em sua vida profissional.

1 – O Medo Perfeccionista

A procrastinação é, às vezes, um medo subconsciente do fracasso.

Se você adiar uma tarefa bastante tempo, poderá escapar de enfrentar os resultados negativos em potencial (e geralmente imaginados). Se você é um defensor dos mínimos detalhes, o estresse de fazer as coisas “do jeito certo” pode ser demais e fazer com que você atrase a tarefa.

De qualquer maneira, o medo está na raiz e pode sabotar seu desejo de seguir em frente.

Solução

Tente visualizar a conclusão da sua tarefa de maneira positiva.

Por exemplo, seu chefe deseja que você conduza uma apresentação para um cliente em potencial. Visualize-se de pé na sala de reuniões confiante, encontrando os olhos do cliente e vendo-os se iluminarem enquanto explica o conceito de maneira simples e concisa.

Imagine seu chefe lhe dizendo o quanto você foi ótimo. Pense em como você se sentiria e se concentre nisso enquanto avança na tarefa.

2. Sonhar e não realizar

Este era exatamente o meu problema! Uma pessoa altamente criativa com muitas ideias brilhantes, mas que não conseguia trazê-las à realidade.

A principal razão para isso é que geralmente não há estrutura ou configuração de metas envolvidas quando cada ideia é criada. Essa abordagem sem objetivo acaba se manifestando como falta de tomada de decisão e atrasos significativos em um projeto.

Solução

Anote um cronograma do que você deseja alcançar e quando. Idealmente, faça isso diariamente para manter-se no caminho certo. As mentes criativas tendem a pular de uma ideia para outra; portanto, cultivar o foco é essencial.

Se você está projetando e criando um novo produto no trabalho, por exemplo, defina uma lista de tarefas para a semana seguinte com as etapas que deseja enfocar em cada dia. Fazer isso antes do tempo impedirá sua mente de vagar por ideias diferentes.

3. A opressão

Uma das razões mais comuns para a procrastinação é a pura opressão que uma tarefa assustadora pode lhe trazer.

A complexidade de uma tarefa pode fazer com que o cérebro perca a motivação e evite fazê-lo, optando, em vez disso, por permanecer em sua zona de conforto.

Normalmente, começamos estas tarefas pela parte mais fácil, mas, mesmo assim, o estresse e o medo permanecem conosco, porque, inevitavelmente, teremos que chegar à parte mais difícil.

Solução

Quebre o desafio em tarefas menores e enfrente cada uma individualmente.

Por exemplo:  se você tiver um projeto com elementos técnicos que você sabe que será desafiador, liste cada etapa necessária para concluir esses elementos mais difíceis. Pense em maneiras de resolver possíveis obstáculos. Talvez você tenha um colega de trabalho que possa ter tempo para ajudar ou mesmo considerar que a solução pode ser mais fácil do que você pensa inicialmente. Coloque cada tarefa em ordem de mais assustadora a menos assustadora. O ideal é tentar lidar com as partes mais desafiadoras de cada tarefa pela manhã, para que as tarefas se tornem mais fáceis ao longo do dia.

4. Falta de prioridade

Quando  temos muitas tarefas e não elencamos uma ordem de prioridades, ficamos pulando de uma tarefa para outra e corremos o risco de não concluir nada.

Solução

Defina prioridades e escolha as tarefas importantes em detrimento de urgentes.

Certifique-se de questionar o valor e o propósito de cada tarefa e faça uma lista em ordem de importância.

Por exemplo:  ao longo de seu dia de trabalho, você pode perder muito tempo lidando com e-mails urgentes de colegas, mas precisa se perguntar se eles são mais importantes do que trabalhar em uma tarefa que afetará, digamos, vários projetos de escritório.

Ajude-se a priorizar e definir uma meta de trabalhar com sua lista nas próximas horas, reavaliando a situação, quando o tempo acabar.

5. Distração

Esta é outra causa comum de procrastinação: apenas distração, pura e simples.

Nossos cérebros não estão preparados para se concentrar por longos períodos de tempo e procuram sempre por algo mais interessante para que possam se focar. Junte um grupo de colegas que também procuram distrações ou checam seu telefone sem pensar, e você tem uma receita ideal para a procrastinação.

No entanto, esse tipo de procrastinação pode nem sempre ser uma decisão inconsciente de sabotar e adiar o trabalho. É simplesmente um resultado da sua configuração de trabalho ou dos tipos de colegas de trabalho que você tem. Só você sabe a resposta para isso.

Como enfrentá-lo?

Esteja atento ao seu espaço de trabalho e possíveis distrações. Agende um horário específico para conversar com os colegas de trabalho, coloque fones de ouvido para minimizar a atenção ao que está acontecendo ao seu redor e desligue seu telefone.

Tente fazer isso por 20 a 30 minutos de cada vez e depois faça uma pausa. Esta será uma maneira muito mais eficiente de trabalhar e conseguir o que você precisa fazer. É também por isso que agendar o tempo de inatividade é tão importante para a produtividade.

Conclusão

Eu vou ser ousada e assumir que você se identificou com pelo menos uma dessas armadilhas de procrastinação. Se isso aconteceu, você pode escolher ficar preso no interminável ciclo de procrastinação ou implementar estratégias e avançar de maneira positiva e produtiva.

Eu matei o monstro de procrastinação,  e você também pode! Agora concluo minhas tarefas com mais eficiência, e isso me afastou completamente da sensação de estresse e culpa de estar deixando algo para trás. Além, é claro, de me tornar uma realizadora e não mais uma sonhadora!

Eu sei que não é fácil mudar imediatamente, mas, identificando os gatilhos e trabalhando para evitá-los, certamente você também vai chegar lá!

Leia também:

Meu livro do sonho à realização vai transformar a sua vida

Preocupação e ansiedade – como saber a diferença?

Como ser dono do seu tempo

Busque seu propósito. Deixe seu legado.

Rê Spallicci

Renata Spallicci

Atleta profissional fisiculturismo WBFF, executiva, empresaria, coach, influenciadora digital, escritora, palestrante motivacional e realizadora social fundadora do movimento Fit do Bem.

renataspallicci.com.br
fitdobem.com.br
dosonhoarealizacao. com.br