Saiba tudo sobre o processo Hoffman

RENATA SPALLICCI

Realização

21/09/2018

Processo Hoffman – Mais uma etapa cumprida

Participei de mais um processo de autoconhecimento e aproveito para contar tudo sobre o Processo Hoffman para vocês!

Eu sempre fui muito ligada e interessada em me autoconhecer. Costumo brincar que esta característica veio de fábrica comigo. Lembro-me  de, em minha infância,  ficar horas brincando sozinha no “fantástico mundo de Rê Spallicci”.  Ao crescer, esta característica foi ficando mais marcante e lá pelos meus 20 e poucos anos comecei a investir mais fortemente neste meu desejo por autoconhecimento.

Processo Hoffman: um salto quântico em minha vida

Processo Hoffman

Mas foi em 2012 que um novo mundo se abriu! Naquele ano, eu decidi fazer o Processo Hoffman e, hoje, olhando em retrospectiva, posso dizer que naquele momento nasceu a Rê Spallicci que sou hoje!

Conto isso porque, neste mês de setembro, eu me submeti a mais uma etapa do Processo Hoffman, a Master PH, e novamente foi uma experiência transformadora. Como sei o quanto esse processo fez por mim e também porque muitas pessoas me perguntam sobre ele, resolvi aproveitar esta minha recente experiência para falar tudo sobre o Hoffman, trazendo não só minha vivência, mas também mais informação a respeito desse processo tão intenso e transformador.

O que é o processo Hoffman

O que é o processo Hoffman?

Criado nos Estados Unidos, em 1967, o Processo Hoffman da Quadrinidade é uma metodologia desenvolvida por Bob Hoffman, um autodidata com amplo conhecimento da natureza humana que, mais tarde, teve sua sabedoria reconhecida por diversas escolas como a psiquiatria, a psicologia, a neurologia, etc.

Hoffman tinha como objetivo despertar a grande fonte de amor que cada um tem dentro de si. Ele estabeleceu como base do curso a teoria da Síndrome do Amor Negativo.

O processo combina diversas técnicas terapêuticas com a intenção de  proporcionar uma reeducação emocional, baseada no autoconhecimento. Ele fala em quadrinidade, porque trabalha com as quatro dimensões da inteligência ou do “ser”:  intelectual, emocional, física e espiritual (intuitiva).

Ao longo de seus 51 anos de existência, o processo Hoffmann já foi realizado por mais de 100 mil pessoas, em 14 diferentes países.

A Metodologia Hoffman tem qualidade reconhecida por centros acadêmicos de excelência, como a Universidade da Califórnia (EUA) que destacou aumentos relevantes em Inteligência Emocional, satisfação de vida, compaixão, vitalidade e perdão, combinados com reduções duradouras e significativas em aspectos como depressão, ansiedade e tendências compulsivas.

Um estudo, publicado no jornal científico Explore, concluiu que, na literatura mundial, nenhuma outra intervenção ou tratamento produziu reduções significativas e duradouras nos aspectos negativos individuais, enquanto, simultaneamente, aumentou as características positivas.

Outros estudos também foram realizados em renomadas instituições ao redor do mundo, como a Universidade de Pittsburgh (EUA), Universidade de Münster (Alemanha) e Universidade Harvard (EUA).

Avalizado pela Universidade de Harvard, o PH apresenta resultados impressionantes: 97% dos participantes afirmam ter obtido melhor preparo para lidar com adversidades; 90% acessam grande nível de consciência e 83% elevam qualidade de relacionamento.

O Processo Hoffman no Brasil

Processo Hoffman no Brasil

No Brasil, o Centro Hoffman, fundado por Heloísa Capelas, é o responsável por disseminar a metodologia. E aqui vale a gente fazer um parêntese para que eu possa falar um pouco mais sobre a Heloísa, uma pessoa a quem admiro muito!

Empresária, palestrante, escritora, especialista na metodologia Hoffman, apaixonada pelo autoconhecimento e as possibilidades que ele promove na vida, ela atua com o desenvolvimento humano há 30 anos,  aproximadamente,  e hoje é reconhecida como uma das mais renomadas  especialistas em Autoconhecimento e Inteligência Comportamental do País.

Ministra palestras e treinamentos de alto impacto de transformação interna,  que motivam  novos comportamentos e atitudes.

É ainda autora do best-seller “O Mapa da Felicidade” e, em 2017, lançou seu segundo livro, “Perdão – a revolução que falta”, além de ser coautora de mais sete livros na área de Gestão de Pessoas, Coach, Liderança e Inteligência Feminina.

Ufa! Realmente, a mulher não é fraca, não! Mas esses são apenas os predicados visíveis, e que podem ser mensurados nessa fantástica pessoa que é a Heloísa!

Pois, por trás de cada título há uma mulher e um ser humano fantástico que, ao conhecer o processo Hoffman, transformou a própria vida e, a partir desse encontro e de sua experiência pessoal, encarou a missão de disseminar essa metodologia e ajudar outras pessoas a também levarem a efeito  essa incrível viagem de autoconhecimento.

Voltando ao processo, aqui no Brasil, para se submeter ao PH, o “aluno” passa sete dias totalmente isolado do mundo, no interior de São Paulo, sem celular e sem contato algum, a não ser com as  práticas intensivas que visam proporcionar o nosso autoconhecimento.

Eu disse sem celular!!! Rs… Isso mesmo! Incomunicável!!!  Parece que dará abstinência!… Mas é umas das melhores sensações do mundo! Uma oportunidade única de se conectar com sua verdadeira essência!

O Hoffman trabalha com as dimensões física e espiritual, e eu vejo isso como um importante  diferencial em relação a outros métodos de autoconhecimento, porque acaba atuando de forma mais plena;  afinal, somos seres físicos e espirituais.

Outra vantagem é a duração do processo:  enquanto a maioria dos cursos trabalha em um final de semana apenas, os sete dias do Hoffman proporcionam uma imersão mais profunda no seu eu, levando a resultados também mais consistentes. Os professores do Hoffman costumam dizer que o processo nos faz passar nossa vida a limpo, e eu posso afirmar que é realmente esta a sensação!

Você faz toda uma retrospectiva de sua vida até o hoje e o agora, entendendo o papel dos seus ancestrais em sua vida e no que você é, compreendendo  a função deles no seu talento e nas suas crenças limitantes (fiz uma matéria superbacana falando sobre o tema, supere as crenças limitantes e viva melhor, limpando e tratando tudo isso para, ao final do processo, enxergar uma perspectiva de vida completamente diferente.

Antes de tudo, participar do Hoffman é um ato de coragem, porque você vai se enxergar de outra maneira, desde as virtudes até mesmo (e principalmente) os defeitos. E é preciso força para nos encarar e viver uma vida com mais clareza e sem as ilusões que criamos para nós mesmos a respeito de quem  somos.

Mas, se, por um lado, o processo é dolorido, depois que você passa pelo primeiro choque, se sente respirando mais aliviado, aceitando o universo e as questões naturais de forma adequada, trazendo uma perspectiva de autorresponsabilizacão pelas coisas e de percepção e clareza da razão de  tudo ter acontecido em sua vida.

Em um momento do processo é como se, de repente, você entendesse tudo e todos os porquês de sua vida: por que você é da forma que é, por que você atraiu os relacionamentos que atraiu, quem são seus amigos, por que você convive com essas pessoas, o que você atrai para sua vida, enfim, tudo fica absurdamente claro.

Quando eu me submeti ao processo, lá em 2012, dei um salto quântico em minha vida, mudando do estado em que eu me encontrava para aquilo que me tornei depois desse trabalho. Consegui entender muitas questões da minha relação familiar com meu pai e minha mãe, as cargas emocionais que carrego de cada um deles em mim… enfim, foi um expressivo despertar emocional, de clareza e entendimento do mundo. Essa experiência me ajudou demais a me tornar quem sou hoje.

Processo Hoffman – PAE: Programa de autonomia emocional

Como o processo abriu muitas oportunidades de pontos a serem trabalhados por mim, após essa jornada inicial, continuei por algum tempo fazendo uma terapia de acompanhamento do Hoffman, que me auxiliou nessa nova visão de mundo. É o PAE, programa individual de treinamento e desenvolvimento intensivo que conduz o participante no alinhamento e implementação de seus planos, metas e propósito de vida.

O PAE me propiciou novas ferramentas para mudanças de padrões comportamentais, que foram além daquelas introduzidas no Processo Hoffman. O  programa se fundamenta  na autogestão de novas atitudes,  sendo as mudanças trabalhadas por meio de uma sistematização contínua, elaborada especialmente por Heloísa Capelas, com base em pesquisas científicas e no programa desenvolvido para os alunos da Universidade Harvard.

A duração total do Novo PAE é de seis meses, com a programação de duas atividades mensais, que dão  mais agilidade aos processos transformativos.

Processo Hoffman – MASTER

E, por fim, o Master que foi a minha terceira etapa do processo, realizado agora no mês de agosto! O Master PH é um treinamento vivencial oferecido aos alunos que já participaram do PH e desejam aprofundar seu autoconhecimento, ampliando os resultados conquistados por meio dessa metodologia.

O aprofundamento do Master PH só é possível porque, depois de ter vivido a experiência do Processo Hoffman, você retorna com maior abertura, entrega, confiança em si mesmo, na técnica e na equipe, e, sobretudo, com um novo nível de maturidade adquirida. E isso auxilia para que tenhamos mais foco e a disciplina em direção ao que desejamos obter. Devido a esta estrutura, o Master pode ser realizado mais de uma vez, com a finalidade de  intensificar suas conquistas em diferentes momentos de sua vida.

Para mim foi especial estar de volta ao Processo Hoffman, depois desses seis anos e tendo experimentado tantas transformações em minha vida, principalmente nos últimos três anos. Hoje, se sou atleta de fisiculturismo, coaching, empreendeora, realizadora social, escritora, blogueira, devo muito aos horizontes que se tornaram visíveis em minha primeira incursão no Processo Hoffman.

Estar lá novamente, mais madura, mais certa dos meus propósitos foi como uma volta para casa. A minha sensação é que deixei o primeiro processo como uma menina e, desta vez, retornei uma mulher.

O momento certo é agora

Foi tudo impecável,  desde a preparação até o momento de chegar, me reconectar com o processo, rever professoras e aquela energia maravilhosa… foi realmente mágico!

Ao participar deste processo, me perguntei por que demorei tantos anos para voltar.  Sendo assim,  terei como meta no ano que vem fazer o Q2, que é o último curso entre os oferecidos sobre o processo.

Estar no Hoffman para mim é um momento  de reconexão, de energia, de luz. Lá, entendo o amor em sua essência e, ao  cuidar da sua quadrinidade, entendo que o nosso corpo é nossa morada e precisamos cuidar bem dele; que devemos manter razão e emoção com equilíbrio, dar espaço para diálogos… e aceitar sua luz e sua sombra é realmente transformador.

Outro ponto que tornou tudo ainda mais perfeito foi estar ao lado do meu noivo, o Toledo, que também entrou comigo nesta jornada, o que nos deixa ainda mais em

conexão e cumplicidade.

Para quem tem vontade de investir mais em seu autoconhecimento, não deixe para depois. Se você esperar o momento certo para fazer isto, ele nunca chegará. Temos sempre mil compromissos, agendas, prioridades… Por isso, o momento certo é agora! É muito importante reconectar-se consigo, analisar seu passado, seu futuro, a forma como está se relacionando com as pessoas que ama e saber que há sempre formas de transformar, melhorar e evoluir.

Neste final de semana de Master, a Heloisa falou algo muito simples e profundo. O   futuro é a gente que materializa. E, para ilustrar isso, nos contou que, há quatro meses, ela perdeu uma sobrinha que amava como a uma filha. Esta perda a deixou muito para baixo, e ela começou a entrar em depressão. Ao perceber seu próprio estado, resolveu usar tudo aquilo que conhece para entender  sua dor e superá-la.    Poucos dias antes do nosso curso, ela acordou pela manhã, colocou uma música animada e dançou reenergizando-se e prometendo a si mesma que este Master seria o melhor curso que ela já teria proporcionado.

E por fazer parte desse momento, eu posso atestar! O futuro é a gente que materializa. Foi o melhor Master que alguém poderia ter! Obrigada,  Heloísa!

No vídeo abaixo eu conto tudo de como foi a minha experiência no processo, só clicar e assistir!

 

Leia também:

Autoconhecimento e Processo Hoffman: entrevista com Heloísa Capelas

Um mergulho em um passado recente que transformou me presente e futuro

Em busca constante pelo autoconhecimento

 

Busque seu propósito. Deixe seu legado.

Rê Spallicci

 

Renata Spallicci

Atleta profissional fisiculturismo WBFF, executiva, empresaria, coach, influenciadora digital, escritora, palestrante motivacional e realizadora social fundadora do movimento Fit do Bem.

www.renataspallicci.com.br
www.fitdobem.com.br
www.dosonhoarealizacao.com.br