Festa julina com receitas cetogênicas e comidas light

RENATA SPALLICCI

Dietas

01/07/2020

Festa julina com receitas cetogênicas e comidas light

Tem dicas para todos os gostos para uma deliciosa festa junina ou julina!

7 min de leitura

Tá, eu sei que junho terminou ontem e que “perdi” o prazo para falar das festas juninas… Mas, se mesmo em tempos normais sempre rolam as festas julinas, o que não falar então dessa época maluca de pandemia que, às vezes, a gente nem sabe se é segunda ou domingo!

Então, ressalvas feitas, ainda vale falar de pratos típicos gostosinhos para as festas julinas, concordam? Principalmente se eu disser que teremos só receitas leves, algumas inclusive low carb, superalinhadas com a dieta cetogênica que eu estou fazendo agora, não é mesmo? (Ah, e se quiserem saber mais sobre a dieta cetogênica, tem o link lá no fim da matéria).

Vale decorar a casa, sim!

Vale decorar a casa, sim!

Bom, em primeiro lugar, vamos lembrar que, apesar do distanciamento social e da proibição de  fazer festas com muitas pessoas, isso não quer dizer que não vale dar uma incrementada na casa e preparar um arraial só para você e seu núcleo familiar. Ainda mais se você tiver crianças em casa, vale a pena investir no clima para trazer um pouco de leveza para estes dias difíceis.

Decorações preparadas, vamos aos quitutes! Primeiro, vou dar algumas dicas de receitas para quem, como eu, está na dieta cetogênica!

Um dos pratos que dá para você curtir é a rapadura cetogênica. Sei que muita gente não curte o amendoim nesta dieta, mas comida de arraial sem amendoim, não dá, né?

A receita é simples e o adoçante utilizado mudará o sabor. Escolha entre eritritol, estévia pura, monk fruit (luo han guo) e até xilitol, já que estamos abrindo exceções aqui.

A receita é muito simples. O único detalhe é que você não poderá se afastar do fogão, porque o caramelo queima facilmente. Vamos à receita*!

Ingredientes da rapadura Cetogênica

Ingredientes da rapadura Cetogênica
  • 4 colheres de sopa de manteiga com sal
  • 2 colheres de chá de essência de baunilha
  • ½ xícara de adoçante em pó (misture estévia e eritritol para melhorar o sabor, se preferir)
  • Meia xícara de amendoins (pulse-os rapidamente no liquidificador para versões mais delicadas do doce keto). Fique à vontade para fazer este doce com pecãs.

Modo de preparo da rapadura keto

  1. Em uma frigideira ou panela, em fogo baixo, derreta a manteiga mexendo sempre.
  2. Acrescente o adoçante e a essência. Siga mexendo sempre.
  3. Cada adoçante tem um ponto de dissolução. O que importa é sempre mexer e garantir que o adoçante dissolveu bem – e isso pode levar vários minutos. Muito cuidado para que não ferva.
  4. Quando tudo estiver líquido, acrescente os amendoins e mexa por mais alguns minutos. O ponto certo é quando a fumaça começar a sair da frigideira e a cor do doce estiver mais escura, com um aroma de amendoim tostadinho.
  5. Despeje tudo em uma forma forrada com papel manteiga.
  6. Deixe esfriar e quebre em pedaços individuais.

Quer mais uma opção dentro da dieta cetogênica? Bora lá, então. De novo vamos ter que abrir uma exceção para o álcool.

Ingredientes do quentão cetogênico

Ingredientes do quentão cetogênico
  • 3 xícaras de cachaça
  • 2 xícaras de água
  • 1 xícara de eritritol ou estévia
  • 1 colher de sopa de gengibre cortado pequeno
  • casca de 1 laranja
  • casca de 1 limão
  • 2 paus de canela
  • 5 cravos-da-índia
  • 4 colheres de sopa de hibisco seco (opcional)

Modo de preparo do quentão keto

Em uma panela, coloque o adoçante, o gengibre ralado, as cascas de laranja e de limão, a canela e o cravo. Leve ao fogo baixo até o adoçante derreter completamente e formar um caramelo dourado – mexa SEMPRE para não queimar.

Assim que tudo derreter, retire do fogo e coloque a água aos poucos, com muito cuidado para que a água na panela quente não respingue em você.

Leve tudo ao fogo novamente e acrescente a cachaça (e os hibiscos, se quiser usá-los). Após a fervura, deixe cozinhando por mais 20 ou 30 minutos.

Sirva bem quente.

Se você optar por adoçantes em suas versões líquidas, a primeira parte da receita será removida. Assim, coloque em uma panela o gengibre ralado, as cascas de laranja e de limão, a canela, o cravo e a água. Deixe ferver. Acrescente a cachaça (e os hibiscos opcionais) e deixe ferver por mais 20 ou 30 minutos.

*Fonte das receitas: https://revolucaoketo.com/

Para quem está pegando leve!

Agora, se você está pegando leve na dieta, mas sem as restrições da dieta cetogênica,  você poderá ter mais  opções. A dica aqui é consumir alimentos mais naturais, sem adição de açúcares, sal ou gorduras em excesso.

Para esses casos, as melhores opções são o milho verde cozido, a batata-doce assada, o pinhão, o cuscuz e a pipoca, mas todos com alguns cuidados:

Milho verde cozido: Fonte de fibras e vitaminas, o milho verde deve ser assado ou cozido. Ele é essencial para a saúde, e ainda ajuda a manter um dia a dia saudável e produtivo. Pegue leve no sal e, se possível, dispense a manteiga. 

Batata-doce assada: Fornecedora de energia, a batata-doce é ótima para quem pratica exercícios rotineiros e uma excelente fonte de carboidrato. O principal aqui é fugir da fritura e optar por comê-la assada ou cozida.

Pinhão: O pinhão é uma semente extremamente rica em nutrientes como cálcio, ferro, fósforo, vitaminas A e C e proteínas. Mas lembre-se: a semente da araucária esbanja minerais e fibras, mas é calórica. Cozinhe-a somente em água e tenha cuidado com os excessos – 100 gramas de pinhão representam cerca de 170 calorias.

Cuscuz: Ótima fonte de proteínas, componente essencial para manter o corpo forte, o cuscuz ainda fornece potássio. Incremente a farinha de milho com legumes, ovos e atum ou sardinha para deixá-la mais nutritiva. Os peixes em questão, por exemplo, contêm gorduras que ajudam a estabilizar o colesterol.

Pipoca: A pipoca é um alimento rico em antioxidantes, substância essencial para combater a ação dos radicais livres! Fuja das industrializadas que são repletas de sódio e de gorduras pouco saudáveis. Opte por fazê-la da forma tradicional, utilizando pouco óleo e sal. Experimente colocar a mesma medida em colheres (sopa) de milho e água em um recipiente de vidro. Aí, cubra-o com papel filme e, em seguida, faça mais ou menos 20 furinhos com um palito de dentes na superfície. Leve ao micro-ondas por 10 minutos.

E, como em uma festa junina que se preze não podem faltar o pé-de-moleque, o bolo de milho, o curau e o arroz doce, tenho estas receitas light mais que especiais especialmente para vocês!

Bolo de milho fit

Curau Light

Arroz Doce Light

Pé-de-moleque light

Bom, é isso! Com estas dicas vai dar para aproveitar a festa, dar um break na monotonia do isolamento e ainda não vai detonar a dieta!

Leia também:

Dieta cetogênica – permite emagrecer com dietas deliciosas

Sim! É possível emagrecer comendo carbo

Adoce com saúde – conheça os tipos de adoçante e escolha o melhor para você

Busque seu propósito. Deixe seu legado.

Rê Spallicci

Renata Spallicci

Empresária, escritora, palestrante, coach e influenciadora digital, empreendedora, rainha de bateria da Barroca Zona Sul e campeã de fisiculturismo, Renata é inspiração para que as pessoas busquem, sempre, se autoconhecer e assim superar os desafios e trilhar a jornada rumo à realização dos seus sonhos.

renataspallicci.com.br
fitdobem.com.br
dosonhoarealizacao. com.br