fbpx Renata Spallicci - dieta-cetogenica – tudo sobre a dieta que promete emagrecimento rápido e consistente

Dieta Cetogênica possibilita emagrecer com receitas deliciosas

RENATA SPALLICCI

Dietas

24/06/2020

Dieta Cetogênica possibilita emagrecer com receitas deliciosas

Saiba tudo sobre a dieta cetogênica e confira receitas incríveis. Tem até pizza!

5 min de leitura

Como sou uma atleta profissional de fisiculturismo, tenho sempre uma dieta alimentar bastante rígida. Mas, como também sou filha de Deus e não sou de ferro, há momentos em que eu dou uma flexibilizada.  Isso não quer dizer que eu enfio o pé na jaca, não!

Porém, durante as férias, ou por ocasião de alguma viagem, acabo apelando para a dieta cetogênica que funciona superbem pra mim, no sentido de me manter no peso, e ainda me possibilita comer muita coisa gostosa e não precisar ficar contando calorias.

E nestes tempos de pandemia e isolamento social, porque estou treinando um pouco menos e estou mais em casa com o meu noivo, o Toledo, a gente resolveu lançar mão da cetogênica, e está sendo uma delícia e até mesmo uma diversão. Temos feito coisas deliciosas como pizza (tem a receita no final do artigo), lasanha e outras delícias que normalmente eu não como, mas que a cetogênica me  libera para comer!

E você? Conhece a dieta cetogênica? Sabe como ela funciona?    

O surgimento da dieta

O surgimento da dieta

A dieta cetogênica é utilizada na medicina há quase cem anos para tratar a epilepsia resistente a medicamentos, especialmente em crianças. Mas foi na década de 1970 que o Dr. Atkins  a popularizou. Segundo o plano alimentar que tem o nome do seu criador, as duas primeiras semanas devem ser baseadas nos princípios da cetogênica e foi aí que a dieta ficou mais conhecida e passou a ser incorporada em vários planos alimentares.

Que é uma dieta cetogênica?

Em essência, é uma dieta que faz com que o corpo libere cetonas na corrente sanguínea. A maioria das células prefere usar o açúcar do sangue, que vem de carboidratos, como a principal fonte de energia do corpo. Na ausência de circulação de açúcar dos alimentos no sangue, começamos a decompor a gordura armazenada em moléculas chamadas corpos cetônicos (o processo é chamado cetose).

Quando você atinge a cetose, a maioria das células usa corpos cetônicos para gerar energia até começarmos a comer carboidratos novamente. A mudança, do uso da glicose circulante para a quebra da gordura armazenada como fonte de energia, geralmente ocorre durante dois a quatro dias, com menos de 20 a 50 gramas de carboidratos por dia.

Mas lembre-se de que este é um processo altamente individualizado, e algumas pessoas precisam de uma dieta mais restrita para começar a produzir cetonas suficientes.

Por falta de carboidratos, uma dieta cetogênica é rica em proteínas e gorduras. Normalmente, inclui muitas carnes, ovos, carnes processadas, salsichas, queijos, peixes, nozes, manteigas, óleos, sementes e vegetais fibrosos.

Um dos problemas da dieta é que, por ela ser tão restritiva, é mais difícil seguir em longo prazo. E pela falta de carboidratos, alguns pacientes podem se sentir um pouco cansados ​​no começo do processo, enquanto outros podem ter problemas de mau hálito, náusea, vômito, constipação e sono.

Uma dieta cetogênica emagrece?

A dieta cetogênica é uma maneira eficaz de perder peso e de reduzir os fatores de risco para algumas doenças, como a diabetes. Pesquisas mostram que a dieta cetogênica é muito superior à dieta com baixo teor de gordura, frequentemente recomendada, e uma das vantagens é que você consegue perder peso sem precisar ficar contando calorias.

Um estudo constatou que as pessoas que fizeram uma dieta cetogênica perderam duas vezes mais peso do que aquelas em uma dieta com pouca gordura e restrição de calorias. Os níveis de triglicerídeo e colesterol HDL também melhoraram.

Também já foi demonstrado que uma dieta cetogênica melhora o controle do açúcar no sangue de pacientes com diabetes tipo 2, pelo menos em curto prazo. Há ainda mais controvérsia quando consideramos o efeito sobre os níveis de colesterol. Alguns estudos mostram que alguns pacientes aumentam os níveis de colesterol no início, mas que, logo alguns meses depois, o colesterol passa a cair. No entanto, não há pesquisas de longo prazo analisando seus efeitos no decorrer  do tempo sobre diabetes e colesterol alto.

alimentos permitidos

E aí, que tal? Acha que consegue encarar? Para te ajudar vou compartilhar umas receitas maravilhosas que fiz estes dias e que ficaram uma delícia! Confira!

Pizza lowcarb com farinha de berinjela

Pizza lowcarb de couve-flor

Busque seu propósito. Deixe o seu legado.

Rê Spallicci

Renata Spallicci

Atleta profissional fisiculturismo WBFF, executiva, empresaria, coach, influenciadora digital, escritora, palestrante motivacional e realizadora social fundadora do movimento Fit do Bem.

renataspallicci.com.br
fitdobem.com.br
dosonhoarealizacao. com.br