fbpx novas formas de trabalho– você está preparado para rever a forma como lida com o seu trabalho? - Renata Spallicci

RENATA SPALLICCI

Carreira

23/10/2019

Como estar preparado para o novo mercado de trabalho?

Em um mercado em constante transformação, como estar preparado para acompanhar as mudanças?

Se você ainda não se deu conta  de que o mercado de trabalho mudou, e que nada mais será como antes, ainda está em tempo de acordar para uma nova realidade!

A crise, a recessão, o fechamento de postos de trabalho, a queda de contratações via CLT, a globalização, o aumento do empreendedorismo (muitos por necessidade), tudo isso junto e misturado trouxe  nova configuração para o mercado de trabalho que veio para ficar!

Vivemos um momento de transição em que é fundamental estar atento para buscar um novo modelo de carreira que o prepare para o futuro que, a bem da verdade,  já chegou!

Adeus aos especialistas?

A primeira mudança bastante significativa  que observamos neste novo mercado de trabalho é que,  exceto em áreas específicas, estamos vendo o fim do profissional que atua somente em única área de sua formação. O profissional de hoje, e cada vez mais o do futuro, é aquele que consegue ser multitarefa e  tem flexibilidade para atuar em um mercado em frequente mudança.

Por isso, se você é um profissional de uma área, por exemplo, TI ou Marketing, o ideal é que faça uma pós em gestão empresarial.  Cada vez mais é essencial ampliar seu campo de visão, abrindo, assim, maiores possibilidades de atuação. Invista em uma área complementar, ainda que diferente de sua formação, mas que consiga uma aproximação, para potencializar  seu currículo.

Claro que competência e conhecimento técnico consistente sempre serão valorizados, mas é preciso ser cada vez melhor e diferenciado em sua área específica de atuação. O que difere é o cardápio de competências que, agora, devem  se somar às especialidades. Ter visão e atuação sistêmica, olhando o contexto de forma integral e capacitando-se para atividades que se complementam, é primordial.

Outra alteração drástica que estamos observando são as mudanças de formas de contratação e do estabelecimento das relações profissionais. Muitos trabalhadores estão deixando a CLT para atuar em novos regimes de contratação, seja por meio de consultorias, trabalhos intermitentes ou microempresas. E isto também muda completamente  a forma como o profissional deve atuar.

Empreendedorismo se aprende, sim!

O grande obstáculo que muitos profissionais estão atravessando nesse período de transição para um novo modelo, é que muitos não possuem  perfil empreendedor, mas é algo que  se pode  aprender também!

Então, veremos cada vez mais profissionais autônomos do ponto de vista dos vínculos trabalhistas, como consultores e pequenos empresários, e esses novos profissionais têm de estar preparados para trabalhar em rede, de forma colaborativa, somando competências e desenvolvendo parcerias. Ou seja, o mercado precisará de profissionais mais criativos, flexíveis e preparados para cenários menos estruturados e mutáveis.

Além disso, eles precisam incrementar suas habilidades de relações interpessoais para conquistar e manter contratantes ou clientes, e também ter uma visão mais geral da gestão de sua carreira, administrando novas formas de recebimento, fazendo um controle financeiro mais amplo dos seus proventos e tendo uma maior visão de futuro.

Experiência ainda importa?

Com toda essa revolução a que estamos assistindo, será que a experiência do profissional ainda importa? A resposta é “sim”, mas ela não basta! O profissional que não se capacitar para ampliar sua visão, tanto para dentro como para fora da empresa, e que se sentar sobre os louros do seu currículo passado e experiência no mercado, tende a ter dificuldades.

E, num cenário externo competitivo e em constante mudança, é fundamental  conhecer as novas tecnologias e buscar constantemente o aperfeiçoamento técnico.

Claro que prever como será o mercado no futuro não é uma matemática exata e muitas transformações ainda estão em curso, mas é possível prever novas demandas profissionais e que rumo elas tomarão, ainda que as transformações sejam inúmeras, distintas e ocorram em velocidade assustadora.

E, nesta análise, um ponto é certo:  o mercado de trabalho atual exige não somente  características técnicas, mas também comportamentais, para que os profissionais se adaptem à nova realidade que impõe algumas competências, dentre as quais   conhecimento do negócio, flexibilidade, saber trabalhar em equipe e visão sistêmica.

Não importa se você trabalha ainda no modelo tradicional ou se já migrou para novas formas de atuação, o essencial é que esteja ciente dessas transformações e do seu caráter permanente, a fim de se preparar e acompanhar as mudanças.

Leia também:

Você tem as competências do profissional do futuro?

Flexibilidade – uma das competências dos novos líderes

Como será o mercado de trabalho no futuro

Busque seu propósito. Deixe seu legado.

Rê Spallicci

Renata Spallicci

Atleta profissional fisiculturismo WBFF, executiva, empresaria, coach, influenciadora digital, escritora, palestrante motivacional e realizadora social fundadora do movimento Fit do Bem.

renataspallicci.com.br
fitdobem.com.br
dosonhoarealizacao. com.br