fbpx tendências digitais 2020 – saiba o que o próximo ano deve nos reservar em avanços tecnológicos e digitais - Renata Spallicci

RENATA SPALLICCI

Carreira

16/09/2019

Prepare-se para 2020 – Conheça as principais tendências digitais

Confira tudo o que deve rolar de mais importante no próximo ano na transformação digital pela qual o mundo atravessa

Eu sei! Estamos ainda em setembro! Mas o tempo voa! E logo, logo, 2020 estará batendo à nossa porta! Então, que tal sairmos na frente de todo o mundo e ficarmos, desde já,  por dentro  de tudo o que  deve rolar de mais importante no mundo digital no próximo ano?

Confira algumas previsões de Daniel Newman, analista principal da Futurum Research, CEO do Broadsuite Media Group e colunista da prestigiosa revista Forbes, que compilei aqui para vocês!

Um ano realmente de mudanças

Nos últimos anos, a maioria das discussões sobre as tendências de transformação digital do ano seguinte batia  sempre na mesma tecla: nuvem, inteligência artificial, boots… Pareciam sempre as mesmas cadeiras sendo reorganizadas  em torno de uma sala de jantar antiga. Mas a previsão é que 2020 será realmente diferente.

Embora as mesmas tecnologias principais, que dominaram essas discussões, continuem sendo fundamentais para a nossa jornada coletiva de transformação digital, 2020 será definido por uma nova classe de tecnologias prontas para ocupar o centro do palco.

Entre eles: 5G, Inteligência Artificial, análise avançada de dados, mas também alguns outros atores que podem surpreendê-los.

Vamos conhecer cada um deles? Lembrando que boa parte das previsões aqui se refere aos mercados americano e europeu. Mas, com certeza, muitas delas veremos também em breve aqui no Brasil (assim espero!)

5G chega com tudo

Newman acredita que 2020 será o ano do 5G. Com alguns dos maiores nomes das telecomunicações, como Qualcomm, AT&T, Verizon, Nokia, Ericsson e Huawei, certificando-se de que as implantações globais de 5G continuem no ritmo acelerado, e os melhores fabricantes de celulares Android do mundo já lançando telefones 5G, ele chegará com tudo no próximo ano.  Além de trazer a todos nós velocidades de banda larga mais rápidas e redes móveis mais confiáveis, a proliferação do 5G também acelerará os avanços nas cidades  e veículos inteligentes,  fabricação inteligente e dezenas de tecnologias intensivas em IoT.

“Em outras palavras, o valor real de 5G não será limitado aos telefones. Quase todos os setores que afetam nossas vidas diárias serão transformados – para melhor – pela evolução da tecnologia que definirá 2020”, explica.

Análise será a vantagem competitiva

“As empresas que não investirem pesadamente em análises de dados em 2020, provavelmente não estarão no mercado em 2021”. Esta previsão de Newman  acredita que há dados valiosos demais para serem coletados, processados ​​e transformados em insights, para que qualquer empresa permaneça competitiva sem fazer pleno uso das modernas ferramentas de análise.

Voar às cegas e seguir seu instinto não são mais opções viáveis ​​quando todos os outros negócios estão utilizando ferramentas sofisticadas de análise para identificar problemas, oportunidades e soluções. É por isso que estamos vendo uma consolidação dos recursos de análise em todo o mundo da tecnologia.

IA e machine learning

Se você e sua empresa desejam investir em análise, também precisam investir em IA e machine learning para poder navegar pelos vastos e agitados mares de informações e dados que desejem melhorar. “Graças à IA e ao aprendizado de máquina, conjuntos de dados complexos agora podem ser analisados ​​em uma fração do tempo que costumava levar  dois anos. Isso não ocorre porque os computadores se tornaram mais rápidos ou melhores, mas porque os algoritmos de IA e de aprendizado de máquina se tornaram extremamente bons na análise de dados e porque essa análise pode ser facilmente escalada na nuvem”, explica Newman.

Interface de conversação

Nós sabemos que a Siri ou o Google Assistent ainda são péssimos para um bate-papo decente. No entanto, o mercado acredita que veremos pelo menos alguma forma de IA conversacional se tornar útil, em 2020. “Do lado do software, projetos, como o Microsoft Conversational AI, estão trabalhando incrivelmente para criar plataformas que não podem apenas ouvir corretamente, mas seguem conversas complexas e compreendem as nuances da emoção, enquanto continuam a melhorar com o tempo. No lado do silício, chipsets e SOCs desenvolvidos especificamente para dispositivos inteligentes estão se tornando excepcionalmente bons em isolar vozes humanas de ambientes ruidosos e em processar com precisão a linguagem natural em tempo real.”

Esta tecnologia provavelmente não chegará para nós, consumidores, em 2020, mas estaremos mais próximos disso!

Experiência do usuário e do cliente:

Como o sucesso da transformação digital está intimamente ligado à experiência do usuário e do cliente (UX / CX), essa ênfase continuará a impulsionar os investimentos comerciais na transformação digital. “Por um lado, isso é especialmente verdadeiro, uma vez que  as organizações passam cada vez mais da criação de competências internas e melhoria da eficiência para a execução de sua visão. Por outro lado, aperfeiçoamentos na conectividade (5G, WiFi 6), recursos de computação (nuvem, borda, aprendizado de máquina), automação inteligente (RPA, AI) e interfaces de usuário intuitivas (IA conversacional, análise de gestos, AR) serão combinadas para tornar 2020 um ponto de inflexão para o UX e o CX, em uma diversidade  de setores, que variam de varejo e hospitalidade a transporte e assistência médica.”

Privacidade digital

Em parte, graças às dezenas de falhas de privacidade das empresas de tecnologia nos últimos anos, ao estabelecimento do Regulamento Geral de Proteção de Dados da UE e aos crescentes pedidos nos EUA para impor controles às empresas de tecnologia, veremos que, finalmente,  mais empresas,  ficarão sérias sobre questões de privacidade e segurança de dados em 2020. No Brasil, a Lei de Proteção de Dados também passará a mudar a maneira como as empresa lidam com os nossos dados e nossa privacidade.

Newman comenta que a privacidade e transparência serão um diferenciador de marca, permitindo que os usuários optem ou não por esquemas de coleta de dados com maior facilidade e conhecimento do que no passado. “A verdadeira questão será se empresas como a Amazon (via Alexa) e o Facebook se juntarão ou continuarão a reunir silenciosamente todos os dados dos usuários que puderem”,  analisa.

Bom, estas são apenas algumas das tendências, mas há outras ainda que devem evoluir muito em 2020, a exemplo dos carros autônomos, as cidades inteligentes, o uso de drones e muito mais…

Mas isto será tema para futuros posts!

Leia também

Você está preparado para a transformação digital?

Você é um viciado em celular?

Transformação digital na saúde

Busque seu proposito. Deixe seu legado.

Rê Spallicci

Renata Spallicci

Atleta profissional fisiculturismo WBFF, executiva, empresaria, coach, influenciadora digital, escritora, palestrante motivacional e realizadora social fundadora do movimento Fit do Bem.

renataspallicci.com.br
fitdobem.com.br
dosonhoarealizacao. com.br