fbpx Óleos essenciais no esporte – entenda como os óleos essenciais podem melhorar foco, motivação, diminuir dor, ajudar no sono e promover muitos outros benefícios para os atletas - Renata Spallicci

RENATA SPALLICCI

Fitness

10/10/2019

Os óleos essenciais no esporte

De times da série A do campeonato brasileiro a atletas individuais, todos estão conhecendo os benefícios dos óleos essenciais na performance esportiva.

Não é de hoje que se fala em óleos essenciais e seus benefícios para o bem-estar. Mas confesso que sempre tive um pouco de resistência e não acreditava que eles fossem tão eficientes quanto algumas pessoas alardeavam.

Até que, em um evento, conheci o Alexandre Fromer, fisiologista especializado em esportes de alto rendimento, e que me apresentou os resultados que vem obtendo com atletas de diferentes modalidades.

Aí resolvi experimentar e… Gente! Não é que funciona mesmo?! Bom…E,  se eu era uma cética sobre os benefícios que eles podem proporcionar  e hoje penso de forma diferente, nada melhor do que compartilhar com vocês tudo que aprendi sobre eles, e como realmente os óleos essenciais podem trazer excelentes resultados. Vamos lá?

O que são os óleos essenciais

O que nossos sentidos percebem como fragrâncias, na verdade, são compostos aromáticos voláteis, pequenas moléculas orgânicas que mudam de estado rapidamente e que servem para diversos fins, como proteção, regeneração e reconstrução. Se você já sentiu o perfume de uma rosa, experimentou as qualidades aromáticas dos óleos essenciais. Existem mais de 3.000 variedades de compostos aromáticos identificadas na natureza, cada uma com os seus componentes químicos que proporcionam diferentes aromas e benefícios para as plantas. Fora da natureza, os óleos essenciais têm sido utilizados há muito tempo no preparo de alimentos, em tratamentos de beleza e nas práticas e cuidados de bem-estar.

Estes compostos aromáticos voláteis de ocorrência natural são encontrados nas sementes, cascas, caules, raízes, flores e outras partes das plantas. Os óleos essenciais dão às plantas seus aromas distintos, oferecem-lhes proteção  e desempenham um papel importante em sua polinização. A natureza de um óleo essencial varia de planta para planta, dentro de famílias botânicas, e de espécie para espécie. A relação delicada dos componentes aromáticos encontrados em qualquer óleo essencial é o que o torna único e lhe oferece benefícios específicos.

Existe uma diversidade enorme de óleos essenciais no mercado, mas é imprescindível conhecer  sua procedência e atestar  sua qualidade. “Mesmo com óleos essenciais puros, a sua composição pode variar de acordo com a hora, a estação, a localização geográfica, o método e a duração da destilação, o ano de cultivo e o clima, tornando cada passo do processo de produção um determinante crítico da qualidade geral do produto do óleo essencial”, explica Katarina Wagner, engenheira química e responsável pela área de treinamento na dōTERRA Brasil, líder mundial em aromaterapia e óleos essenciais. A empresa opera no Brasil há um ano com óleos essenciais puros e com rigoroso processo de colheita, extração e produção.

Para a fabricação de um frasco de óleo essencial é necessária uma quantidade enorme de matéria-prima. Para se ter uma ideia, um frasco de óleo essencial tem cerca de cem componentes diversos, além de uma grande quantidade de matéria-prima, no caso, plantas.  A casca de 75 limões sicilianos rende 1 frasco de 15 ml do óleo essencial Lemon, um dos mais vendidos da marca. O Peppermint, por exemplo, um dos óleos aromatizantes mais procurados pelos consumidores da dōTERRA, leva aproximadamente meio quilo de hortelã-pimenta para um frasco de 15 ml.

Uso no esporte

Destilados diretamente a partir de suas fontes vegetais, os óleos essenciais são agentes com múltiplas funções e possuem usos quase inesgotáveis para o nosso bem-estar emocional e físico.

E, como falei no início deste artigo, foi o fisiologista Alexandre Fromer que me apresentou aos óleos essenciais, e a história dele com o produto é bastante curiosa.

Médico fisiologista, Alexandre trabalhou em renomados clubes brasileiros de futebol e também em clubes europeus e nunca havia se interessado pelos óleos essenciais. Até que, um dia, ele estava com uma dor forte nas costas e a  esposa dele, que é psicóloga e usa os óleos em seu trabalho, passou um dos óleos no local que estava dolorido. No dia seguinte, ele não sentia absolutamente mais nada. “Aí, aquilo feriu o meu ego científico, e eu fui estudar e conhecer mais sobre os óleos e, realmente, me fascinei por seus benefícios”, relata.

Ao conhecer os efeitos que os óleos poderiam causar em atletas, não somente para cuidar de dores, mas para aumentar resistência, foco, acelerar a recuperação, Alexandre passou a apresentar o produto para colegas que atuam em times de futebol, e todos ficaram  espantados com os resultados.

“Muitos dos meus colegas disseram que só toparam testar porque  era eu que estava indicando. E,  se fosse outra pessoa,  eles nem receberiam. Mas depois que conheceram os resultados, passaram a adotar protocolos em seus clubes.”

Hoje, seis times da série A do campeonato brasileiro usam os óleos essenciais para diversos objetivos, além de atletas de crosffit, futsal, tênis, entre outros.

Para se ter uma ideia da força dos óleos, foi feito um estudo em uma das principais equipes de futsal do Brasil,  no qual se constatou que o uso de uma gota do óleo de hortelã-pimenta aumentou o potencial de força, a velocidade de reação, o impulso vertical e a precisão do chute. Isso apenas cinco minutos após a ingestão.

E as possibilidades dos óleos no esporte são muitas, desde o uso de óleos essenciais que favorecem um sono mais tranquilo, até aqueles que aumentam a concentração e o foco emocional.

“Há times que usam os óleos que favorecem o sono, no vaporizador do quarto dos atletas durante a concentração”, conta Alexandre.  

Eu tenho utilizado o óleo para me dar mais energia para treinar, e os resultados estão sendo absurdos! De uma cética aos seus efeitos, hoje sou uma usuária e defensora dos óleos e posso atestar que eles realmente funcionam. 

Os óleos essenciais podem ser utilizados de forma aromática, tópica ou como flavorizantes, sozinhos ou em misturas complexas de óleos essenciais, dependendo da experiência do usuário e do benefício desejado.

Leia também:

Aromaterapia – perfume como remédio

Tendências fitness 2020

Os gadgets do esporte

Busque seu propósito. Deixe seu legado.

Rê Spallicci

Renata Spallicci

Atleta profissional fisiculturismo WBFF, executiva, empresaria, coach, influenciadora digital, escritora, palestrante motivacional e realizadora social fundadora do movimento Fit do Bem.

renataspallicci.com.br
fitdobem.com.br
dosonhoarealizacao. com.br