Gestão e Liderança

Liderar é inspirar

A importância de ser um líder inspirador e como se tornar um

 2 de dezembro de 2021
5 min de leitura

Linerar

Eu acredito que liderar é muito mais do que apenas garantir que um grupo de pessoas com ideias semelhantes atinja uma meta definida. Para mim, a liderança tem também o papel de inspirar propósitos e de ajudar pessoas no seu desenvolvimento pessoal e profissional.

Os líderes influenciam dramaticamente a cultura de suas organizações por meio de seus hábitos e definem o tom quando se trata de ética no trabalho.

Por isso mesmo, vejo que exercer a liderança é um trabalho árduo. Não existem atalhos. Algumas pessoas procuram caminhos fáceis para a liderança. Elas querem posições, mas não querem perder tempo em trincheiras. Elas insultam o sacrifício e fogem do trabalho duro. Elas são sonhadoras que desejam que os outros paguem o preço por suas aspirações.

Se uma pessoa não estiver disposta a se levantar mais cedo e ficar até mais tarde do que os outros, a trabalhar mais e estudar com mais dedicação do que seus colegas, ela não está pronta para ser um líder.

Mas como ser um líder inspirados? Vocês devem estar me perguntando…

Em primeiro lugar, é importante um alerta! Inspiração por si só não é suficiente. Assim como os líderes que oferecem apenas desempenho podem fazê-lo a um custo que a organização não está disposta a suportar, aqueles que se concentram apenas na inspiração podem achar que motivam a equipe, mas são prejudicados por resultados medíocres.

Por isso, líderes inspiradores são aqueles que usam sua combinação única de pontos fortes para motivar indivíduos e equipes a assumirem missões ousadas – e os responsabilizam pelos resultados. E eles alcançam um desempenho mais alto por meio do empoderamento, não do comando e do controle.

Você tem que se comportar de forma diferente se quiser que seus funcionários o façam

Os líderes que inspiram pessoas e geram resultados encontram maneiras de gerar disrupção construtivamente os comportamentos estabelecidos para ajudar os funcionários a sair das rotinas que enfraquecem a cultura da empresa.

Líderes inspiradores reconhecem a necessidade de escolher momentos para reforçar uma cultura de performance de uma forma que também possa ser inspiradora.

Esses são alguns exemplos clássicos de liderança inspiradora:

  • Quando Paul O’Neill se tornou CEO da Alcoa em 1987, ele sabia que precisava concentrar na segurança no local de trabalho. Para mostrar seu compromisso com a meta, ele exigiu que fosse notificado de todos os incidentes de segurança dentro de 24 horas. A segurança melhorou drasticamente, até o ponto em que a taxa de lesões por trabalhadores da Alcoa caiu para 5% da média dos EUA.
  • Quando Howard Schultz retornou à Starbucks como CEO após um hiato de quase oito anos, ele percebeu que a experiência única de café focada no cliente da Starbucks havia sido deixada para trás, em troca da automação e diversificação, ambas implementadas em busca de rendimento e crescimento. Schultz tomou medidas rápidas para mudar a direção da empresa; ele chegou a fechar 7.100 lojas dos EUA por três horas em 26 de fevereiro de 2008, para treinar novamente os baristas na arte de fazer café expresso. Nesse movimento altamente simbólico, ele não deixou dúvidas sobre suas intenções – e sobre o que ele achou que seria necessário para tornar a Starbucks grande novamente.
  • Quando Alan Mulally foi para a Ford em 2006 para dar novo impulso ao negócio, ele tomou ações ousadas para mudar a forma como a empresa operava. Em um momento altamente visível, ele aplaudiu Mark Fields (que eventualmente se tornaria seu sucessor) por admitir um fracasso em uma reunião executiva. Isso foi praticamente inédito na Ford, e deu o tom para as comunicações abertas e honestas necessárias para uma nova cultura na empresa.

Embora essas sejam apenas ações únicas de líderes famosos por produzir desempenho e inspiração, eles fornecem uma ideia clara do que é uma liderança inspiradora.

Os líderes só podem mudar fazendo as coisas de forma diferente. Quanto mais eles se comportam de uma nova maneira, mais cedo eles se tornam um novo tipo de líder, ou seja, um líder inspirador.

 Sabemos que a inspiração individual é a porta de entrada para a energia discricionária dos funcionários e que, por sua vez, é fundamental para aproveitar ao máximo seu recurso mais escasso e valioso: o capital humano da sua empresa.

E você, é um líder inspirador?

Leia também

Como formar equipes de alto desempenho

Colaborador feliz e engajado é mais produtivo

A Cultura organizacional e a importância para o seu sucesso profissional

Busque seu propósito. Deixe o seu legado.

Rê Spallicci